CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
TERÇA-FEIRA, 23 DE OUTUBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Para Alexandre de Moraes, defesa de fechamento do STF é ‘absurdo atentado verbal’
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Ciência & Saúde
  Ciência & Saúde
 
Moedas do Império romano são descobertas em ilha do Japão
Data Publicação:29/09/2016
Arqueólogos japoneses anunciaram na quarta-feira a descoberta, pela primeira vez no país, de moedas do Império romano, nas ruínas de um castelo da ilha subtropical de Okinawa, a milhares de quilômetros de Roma. "Primeiro eu pensei que se tratava de moedas de um centavo que tinham caído dos bolsos dos soldados americanos", declarou à AFP o arqueólogo Hiroki Miyagi, referindo-se às bases militares dos Estados Unidos em Okinawa. "Mas depois de lavá-las com água, percebi que eram muito mais antigas. Fiquei realmente surpreso", acrescentou. Uma equipe de pesquisadores vem fazendo escavações há três anos no castelo de Katsuren, construído entre os séculos XIII e XIV e abandonado 200 anos depois, e que em 2013 foi declarado Patrimônio Mundial da Unesco. Uma análise com raios X dessas moedas, cujo tamanho é aproximadamente o mesmo do das moedas de dez centavos de euro, mostrou que algumas foram gravadas com letras romanas e, possivelmente, com uma imagem do imperador Constantino I e um soldado segurando uma lança. Muitas outras das moedas encontradas datavam do Império otomano, do século XVII. Os pesquisadores não sabem como esses objetos chegaram a esta ilha remota do sul do arquipélago nipônico. O castelo era a residência de um senhor feudal, cuja riqueza era ligada ao comércio regional e que não tinha laços comerciais com a Europa, segundo os pesquisadores. "Comerciantes da Ásia Oriental nos séculos XIV e XV utilizavam principalmente moedas chinesas, redondas e com um buraco quadrado no meio, por isso é improvável que as moedas ocidentais tenham sido usadas como unidade monetária", disse Miyagi, que é professor na Universidade Internacional Okinawa. "Eu acredito que eles provavelmente obtiveram estas moedas no sudeste da Ásia ou na China", completou.


Fonte:yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Palestra gratuita no RJ sobre Barras de Access ensina a trabalhar os 32 pontos energéticos e superar limitações
- 26 planos de saúde de 11 operadoras são suspensos no país; saiba quais são
- Brasileiros podem ser atendidos de graça em hospitais de três países; confira
- Por que pular corda une diversão e vida saudável
- Pessoas inteligentes têm menos amigos, revela nova pesquisa; entenda por quê
- Expectativa de vida humana máxima pode não ter sido atingida ainda
- Segundo estudo, pessoas que tomam café e cerveja possuem mais chance de viver até os 90 anos
- Anvisa suspende três medicamentos por irregularidades
- Vacinação contra a gripe começa em todo o país nesta segunda-feira
- Médicos encontram novo órgão no corpo humano por acidente
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.