CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
DOMINGO, 19 DE NOVEMBRO DE 2017
ULTIMA NOTÍCIA:
Dodge recorre de decisão que tirou o sigilo da delação de marqueteiro
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Ciência & Saúde
  Ciência & Saúde
 
Moedas do Império romano são descobertas em ilha do Japão
Data Publicação:29/09/2016
Arqueólogos japoneses anunciaram na quarta-feira a descoberta, pela primeira vez no país, de moedas do Império romano, nas ruínas de um castelo da ilha subtropical de Okinawa, a milhares de quilômetros de Roma. "Primeiro eu pensei que se tratava de moedas de um centavo que tinham caído dos bolsos dos soldados americanos", declarou à AFP o arqueólogo Hiroki Miyagi, referindo-se às bases militares dos Estados Unidos em Okinawa. "Mas depois de lavá-las com água, percebi que eram muito mais antigas. Fiquei realmente surpreso", acrescentou. Uma equipe de pesquisadores vem fazendo escavações há três anos no castelo de Katsuren, construído entre os séculos XIII e XIV e abandonado 200 anos depois, e que em 2013 foi declarado Patrimônio Mundial da Unesco. Uma análise com raios X dessas moedas, cujo tamanho é aproximadamente o mesmo do das moedas de dez centavos de euro, mostrou que algumas foram gravadas com letras romanas e, possivelmente, com uma imagem do imperador Constantino I e um soldado segurando uma lança. Muitas outras das moedas encontradas datavam do Império otomano, do século XVII. Os pesquisadores não sabem como esses objetos chegaram a esta ilha remota do sul do arquipélago nipônico. O castelo era a residência de um senhor feudal, cuja riqueza era ligada ao comércio regional e que não tinha laços comerciais com a Europa, segundo os pesquisadores. "Comerciantes da Ásia Oriental nos séculos XIV e XV utilizavam principalmente moedas chinesas, redondas e com um buraco quadrado no meio, por isso é improvável que as moedas ocidentais tenham sido usadas como unidade monetária", disse Miyagi, que é professor na Universidade Internacional Okinawa. "Eu acredito que eles provavelmente obtiveram estas moedas no sudeste da Ásia ou na China", completou.


Fonte:yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Cientista russo revela o que ocorre conosco após a morte
- NASA apressa sua missão a um asteroide “tão valioso que poderia destruir a economia mundial”
- Óculos sujos podem dar cansaço e dor de cabeça.
- Corpo de indonésio é encontrado dentro de cobra
- NASA encontra nave espacial “perdida” orbitando a lua após oito anos de desaparecimento
- Deixou seu celular cair na água? Não seque-o com arroz, experimente isso!
- NESTLÉ MUDA CEO PARA IMPULSIONAR ALIMENTOS SAUDÁVEIS
- Moedas do Império romano são descobertas em ilha do Japão
- Pessoas estão alarmadas com um asteroide
- Cirurgião diz que técnica de transplante de cabeça foi bem sucedida em um cão
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.