CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
QUARTA-FEIRA, 20 DE JUNHO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Apple assina contrato de muitos anos com Oprah Winfrey
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Saúde
  Saúde
 
Brasil vai reforçar vacinação contra sarampo e rubéola para Copa do Mundo
Data Publicação:15/12/2011
O Brasil vai reforçar a vacinação contra o sarampo e a rubéola em trabalhadores do setor turístico – que inclui pessoas que atuam em aeroportos, restaurantes e hotéis – das cidades que vão receber jogos da Copa do Mundo de 2014.

De acordo com o Ministério da Saúde, o reforço na imunização deve ser concluído antes mesmo da Copa das Confederações, marcada para 2013. As ações devem ter início em 2012 em todas as cidades-sede da Copa do Mundo.

O objetivo, segundo a pasta, é evitar que as doenças, já eliminadas do país, sejam reintroduzidas por meio de turistas que vão visitar o Brasil durante o Mundial de futebol.

Em 2010, o Brasil conquistou a certificação de erradicação do sarampo e de eliminação da rubéola, concedida pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Dados do ministério indicam que não há registro de circulação do vírus autóctone do sarampo no país há dez anos – apenas casos importados.

No caso da rubéola, não há circulação do vírus desde 2008. Este ano, cerca de 70 milhões de pessoas de até 39 anos foram imunizadas contra a doença.

O sarampo é uma doença aguda e altamente contagiosa. Os sintomas mais comuns são febre, tosse seca, manchas avermelhadas, coriza e conjuntivite. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente ao tossir, falar ou respirar.

Já os sintomas mais comuns da rubéola são febre, manchas avermelhadas, inflamação de gânglios e dores nas articulações. A transmissão ocorre de pessoa para pessoa, por meio de secreções expelidas pelo doente e também por via sanguínea – quando mulheres grávidas adoecem e transmitem o vírus para o feto.


Fonte:Ag Brasil



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- O cozimento no vapor traz muitos benefícios
- Governo retira 800 mil litros de azeite de oliva do mercado e autua 84 empresas
- Ministério da Saúde anuncia ampliação de vacinas
- Instituto Hahnemann abre inscrições para homeopatia
- Pesquisa diz que tomar aspirina a cada três dias reduz risco de infarto.
- Estudo mostra que pílula do câncer tem efeito reduzido
- Palestra gratuita revela os benefícios da Yoga
- Nosso país, tem 411 mortes relacionadas à gripe H1N1
- Casos de H1N1 no Brasil sobem para 1.012, com 153 mortes no ano
- Aumento de casos de microcefalia gera preocupação em Pernambuco
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.