CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
TERÇA-FEIRA, 25 DE SETEMBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Comissão inocenta juíza no caso de advogada negra algemada
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Economia
  Economia
 
Jack Ma reconsidera promessa de criar 1 milhão de postos de trabalho nos EUA
Data Publicação:22/09/2018
Jack Ma resolveu rever uma promessa ambiciosa feita a Donald Trump poucos dias antes de o empresário tomar posse como presidente dos Estados Unidos. Em janeiro de 2017, o fundador e presidente da gigante Alibaba afirmou que ajudaria a criar 1 milhão de novos postos de trabalho nos EUA durante os próximos cinco anos – algo que, segundo Ma, apenas fazia sentido em um cenário comercial de boa vontade, anterior à atual guerra fiscal travada entre os dois países.

“A promessa foi feita com base na premissa de uma parceria amigável entre EUA e China, em que valiam relações comerciais razoáveis”, disse o bilionário em entrevista ao site chinês Xinhua. “Essa premissa já não vale mais hoje, de maneira que a nossa promessa não poderá ser cumprida.”

Ma anunciou recentemente que abandonará seu posto executivo na Alibaba, embora tenha acrescentado que “continuará a trabalhar duro pelo desenvolvimento saudável das relações comerciais entre China e EUA”. Sobre a referida promessa, entretanto, especialistas citados pela CNBC apontaram como “exagerada”.

O comentário de Jack Ma foi feito no rastro da nova escalada da guerra comercial entre os países. Como resposta à taxação de US$ 200 bilhões a produtos chineses por parte da administração de Donald Trump, o governo chinês anunciou que vai impor novas tarifas a US$ 60 bilhões de artigos importados dos EUA. Para o bilionário, trata-se de “uma bagunça que deve gerar desdobramentos por várias décadas”.


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Banco Itaú Unibanco espera queda de 2,2% do PIB em 2015
- Projeção do mercado financeiro para inflação sobe para 9,12%
- Inflação oficial no 1º semestre deste ano é a mais alta segundo IBGE
- Varejo tem queda no volume de vendas pela terceira vez seguida, diz IBGE
- Conab estima crescimento de 5,6% na produção de grãos
- Economistas mantêm projeção de Selic a 14% em 2015
- Juro sobe para 13,75% ano ano, maior nível desde 2006
- Governo recua e BNDES financiará até 70% de concessões
- Taxa de juros do cartão de crédito está póxima de 300% ao ano
- Levy: 'atividades do governo dependem de ajuste fiscal'
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.