CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SÁBADO, 20 DE JANEIRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Seul propõe a Pyongyang nova reunião para conversar sobre Jogos de Inverno
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Economia
  Economia
 
Ferrero pode comprar parte da Nestlé por US$ 2 bilhões
Data Publicação:28/12/2017
A Ferrero, das marcas Nutella e Ferrero Rocher, está perto de comprar parte da Nestlé nos Estados Unidos por US$ 2 bilhões, de acordo com o NY Post. O acordo incluiria doces em barra, como Crunch e Kitkat, disseram as fontes da publicação. Caso essa compra seja concretizada, a empresa italiana se tornará a terceira maior empresa do ramo nos Estados Unidos, atrás da Hershey’s e da Mars. Neste mesmo mês, concluiu a aquisição da Ferrara Candy por US$ 1,25 bilhão – o que daria uma boa base administrativa nos EUA para manter o negócio com a Nestlé em pleno funcionamento. A própria Hershey’s seria a concorrente mais provável da Ferrero na compra dessa frente da Nestlé, mas nesta semana a fabricante dos Kisses concordou em investir US$ 1,6 bilhão na compra da Amplify, o que potencialmente a tira dessa corrida. Segundo as fontes do Post, espera-se que a Nestlé divulgue o vencedor dessa negociação nas primeiras semanas de 2018, e a venda em si deve ser realizada em março. Um grupo de empresas de private equity também está participando dessa corrida.


Fonte:Portal Newtrade



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Dilma aposta num crescimento de 5% para o próximo ano
- Projeção da CNI para crescimento da economia este ano cai de 3,4% para 2,8%
- A partir de 2014, cerca de 70% dos contribuintes não precisarão declarar o Imposto de Renda de Pessoa Física
- Receita Federal vai criar malha fina para empresas
- Consórcio Nacional Volkswagen atinge mais de 57 mil cotas e cresce 56,5% em doze meses
- Senado aprova dedução em dobro do IR
- Dona da American Airlines pede concordata
- Inflação medida pelo IGP-M desacelera pouco
- Indústria produz menos e teme queda maior em 2012
- Dólar tem mais um dia de alta e se aproxima de R$ 1,90
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.