CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEGUNDA-FEIRA, 10 DE DEZEMBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Bumblebee
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Esportes
  Esportes
 
Imprensa mundial detona arbitragem japonesa
Data Publicação:13/06/2014

A atuação do árbitro japonês Yuichi Nishimura, 42, roubou todos os holofotes da vitória brasileira na estreia da Copa na imprensa mundial.

Após o jogo, alguns dos principais veículos de comunicação do planeta criticaram a arbitragem e condicionaram o triunfo de Neymar e companhia por 3 a 1 às polêmicas marcações de Nishimura.

O diário espanhol "El País" enfatizou a influência do juiz no jogo. "Neymar arremata o trabalho do árbitro", titulou.

O jornal esportivo argentino Olé foi mais taxativo: "Arrancou roubando", cravou.

O texto, assinado pelo jornalista Diego Macias, destaca que a seleção brasileira recebeu um "presente do árbitro japonês: Fred caiu sozinho e ele deu pênalti (...) Se vão seguir assim com essa ajuda, melhor avisar."

Outra importante publicação argentina, o "La Nación", apontou que o Brasil foi beneficiado por um pênalti inexistente e outros lances tidos como, no mínimo, polêmicos.

Na Croácia, o esportivo "Sportske Novosti" resumiu a insatisfação com a frase proferida pelo técnico do time, Niko Kovac, logo depois da partida. "O pênalti foi escandaloso", reproduziu.
No Twitter, a hashtag #RoboACroacia foi a mais comentada do mundo durante algumas horas depois do jogo.

A mídia europeia também não "engoliu" a vitória brasileira. Na França, o "L"Équipe" estampou que "Neymar já salvou o Brasil", também evocando a atuação de Nishimura. Já o "Libération" afirmou que a seleção comandada por Luiz Felipe Scolari "ganhou sem convencer ninguém".
Os veículos espanhóis seguiram na mesma toada.

O "Marca", principal publicação esportiva do país, afirmou que Nishimura esteve "a favor do Brasil para começar" a Copa do Mundo.

O "Mundo Deportivo", de Barcelona, criticou o árbitro, mas também exaltou o desempenho de Neymar, ao dizer que ele "decidiu" o jogo.

O diário esportivo italiano "Gazzetta dello Sport" foi no mesmo tom e frisou que Neymar conquistou o mundo.

Mas completou: "O Brasil passou do primeiro desafio com ajuda [do árbitro]."

Na América
Os Estados Unidos, país de onde veio o maior número de turistas estrangeiros para a Copa, também acompanhou com atenção a estreia.

A rede CNN manchetou em seu site: "Dobradinha de Neymar dá ao Brasil uma vitória inaugural nervosa contra a Croácia". Já o "The New York Times" concluiu que o time brasileiro não jogou com o estilo habitual e venceu de maneira dramática o rival.

O mexicano "Récord" disse não ter dúvidas quanto ao pênalti e ao comportamento do juiz japonês. "Brasil foi presenteado na estreia".




Fonte:folhapress



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Diretor do Corinthians analisa dívida da Arena: Na pior das hipóteses, R$ 650 milhões
- Tite não gostaria de encontro com Bolsonaro
- Adoração e crítica a Bolsonaro convivem em frente ao estádio do Palmeiras
- Flamengo sofre virada do Atlético-PR e termina o ano sob vaias da torcida
- Conmebol multa River Plate e confirma final da Libertadores para Madri
- Felipão recebeu oferta de cinco anos para treinar Colômbia
- Dirigente do Sport chama Jardine de estagiário: “Nem sei o nome”
- Palmeiras vence Vasco e conquista décimo título nacional
- Nudez de Ezequiel Garay e mulher em foto bomba nas redes sociais
- São Paulo e Grêmio vencem e se garantem na Libertadores
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.