CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEXTA-FEIRA, 22 DE FEVEREIRO DE 2019
ULTIMA NOTÍCIA:
Filha do Tiririca faz harmonização facial
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Esportes
  Esportes
 
Autoridades reforçam sinal de alerta
Data Publicação:12/04/2014

A pouco mais de dois anos para os Jogos Olímpicos-2016, no Rio de Janeiro, o COI (Comitê Olímpico Internacional) mostra-se bastante preocupado com o andamento das obras destinadas à realização do evento.

Em entrevista ao jornal "The Ney York Times", ontem, Francesco Ricci Bitti, membro da Comissão de Coordenação da Olimpíada-2016 que atua sob supervisão do COI, presidente da Associação das Federações Internacionais Olímpicas de Verão e da Federação Internacional de Tênis, afirmou que o sinal de alerta emitido pelas autoridades é fundamental para evitar um cenário ainda pior.

"Talvez estejamos sendo vistos como os "boys" neste momento, mas somos os aliados mais importantes dos organizadores brasileiros. O cronograma está muito, muito atrasado, e poucas federações estão confiantes de que tudo aquilo que foi prometido será entregue."

Após uma série de críticas de federações internacionais ao estágio das obras para a Rio-2016, o COI anunciou, na última quinta-feira, uma intervenção nos trabalhos de preparação do evento.

As principais preocupações das autoridades olímpicas referem-se ao Complexo Esportivo Deodoro, que abrigará 11 modalidades nos Jogos, e ao campo de golfe. Depois da pressão da entidade, foi definida a data de publicação do edital de licitação para o complexo: dia 17 de abril. As obras deveriam ter começado no ano passado.

"Obviamente não é um prazer enviar esta mensagem forte, mas estamos com medo de que os atrasos se agravem por causa da Copa do Mundo e das eleições", disse Bitti ao "The New York Times".

"O governo precisa se mover. A comissão organizadora tem um fluxo de caixa muito menor do que eles precisam", acrescentou.

Para Michael Payne, ex-diretor de marketing do COI, a situação encontrada no Rio de Janeiro é uma das piores crises com as quais a entidade se deparou em relação à entrega da Olimpíada.

"A última vez que tivemos uma crise com este nível de impacto sobre os Jogos foi nos boicotes de 1980 e 1984, em Moscou e Los Angeles, respectivamente."  




Fonte:folhapress



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Prazo de Blackstar vence no Palmeiras, empresa dá ultimato ao clube e dispara na Crefisa
- Diretor do Corinthians analisa dívida da Arena: Na pior das hipóteses, R$ 650 milhões
- Tite não gostaria de encontro com Bolsonaro
- Adoração e crítica a Bolsonaro convivem em frente ao estádio do Palmeiras
- Flamengo sofre virada do Atlético-PR e termina o ano sob vaias da torcida
- Conmebol multa River Plate e confirma final da Libertadores para Madri
- Felipão recebeu oferta de cinco anos para treinar Colômbia
- Dirigente do Sport chama Jardine de estagiário: “Nem sei o nome”
- Palmeiras vence Vasco e conquista décimo título nacional
- Nudez de Ezequiel Garay e mulher em foto bomba nas redes sociais
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.