CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
TERÇA-FEIRA, 19 DE JUNHO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Detentos queimam colchões pedindo volta de televisores em presídio de Catalão, GO
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / São Paulo
  São Paulo
 
Doria encerra bolsas anticrack de Haddad
Data Publicação:05/03/2018
Desde a campanha eleitoral de 2016, o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) costuma usar um aposto para expressar sua opinião a respeito do programa anticrack de Fernando Haddad (PT): “Braços Abertos para a Morte”.

Um dos pilares do projeto será extinto a partir de 31 de março, quando 262 usuários de drogas vão deixar de receber a bolsa de R$ 500 por mês em troca de dias trabalhados em serviços como varrição de ruas, jardinagem e reciclagem. Além da bolsa, os usuários têm direito a moradia em hotéis mantidos pela prefeitura e alimentação.

A política de redução de danos (não exige abstinência dos usuários) e as vagas em hotéis (que estão sendo fechados aos poucos) são outras duas bases que ainda seguem do programa instituído em 2014 por Haddad para tratar dependentes químicos na região da cracolândia.

Alvo de críticas, a iniciativa de remunerar os usuários sem exigir abstinência também já foi atacada abertamente pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB). Após a ação policial que desmantelou a feira de drogas na cracolândia, em maio de 2017, ele disse que se “estava dando mesada para as pessoas comprarem droga”.

De acordo com a secretária municipal do Trabalho, Aline Cardoso, o fim da remuneração será precedida por uma nova política de trabalho no âmbito do Redenção, programa da gestão Doria para tratar de dependentes químicos em situação de rua.

“Não existia preocupação com a autonomia. Era um investimento sem resultados.”

O psiquiatra Dartiu Xavier, ex-coordenador do Braços Abertos, criticou as mudanças: “com esse modelo o problema não é resolvido. Tem que tratar também a exclusão social. É ridículo dizer que o programa continua”.

O destino dos 263 usuários que continuam no programa é variado. A maioria, 118, por ter frequência menor do que 50% nas ocupações não será direcionada para o Trabalho Novo, uma parceria da prefeitura com empresas privadas para empregar moradores de rua, diferente dos que compareceram mais vezes aos compromissos. “Eles vão ser acompanhados por equipes de saúde e assistência social. Alguns têm consumo de droga por até sete dias por semana”, diz a secretária.

TRABALHO NOVO

Mesmo os que apresentam um grau de adição menor tendem a não se adaptar às exigências do mercado de trabalho de forma imediata. De acordo com a Adesaf (Associação de Desenvolvimento Econômico e Social às Famílias), gestora do contrato com a prefeitura para a política de trabalho do Braços Abertos, dos 63 beneficiários que foram convocados para participar do programa Trabalho Novo, apenas 11 foram escolhidos para processos de seleção. Dos quatro contratados, nenhum passou no período de experiência. “A maioria não tem o padrão exigido”, diz Fernanda Gouveia, diretora da Adesaf.

Nas próximas semanas um edital irá determinar o novo modelo de ocupação. Os usuários vão participar de um processo de capacitação profissional por 20 horas semanais durante seis meses. Neste período, a prefeitura espera que eles se tornem aptos a disputar uma vaga de emprego. “Vão ter obrigações porque assim exige o mercado de trabalho”, diz a secretária. Usuários do Braços Abertos se reuniram com o Ministério Público para debater as mudanças. “Não há uma transição efetiva entre programas”, diz a diretora da Adesaf.


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Governador de SP convoca caminhoneiros para retomar negociação
- Greve de petroleiros ameaça funcionamento de aeroporto de Guarulhos
- Postos de SP preveem seca total até de gasolina aditivada neste sábado
- Prefeitura de São Paulo decreta estado de emergência
- Prefeitura proíbe fogos de artifício com barulho em São Paulo
- Marcelo Freixo lamentou morte de bandido por mãe PM em São Paulo?
- Líder do PCC é preso no Aeroporto de Guarulhos
- Bombeiros acham nova ossada sob escombros de prédio no centro de SP
- Homem ligou para a Polícia Militar pedindo ajuda antes de prédio cair em SP
- Após desabamento do prédio no centro de SP, sensibilidade morreu nos escombros
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.