CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEGUNDA-FEIRA, 22 DE OUTUBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Bolsonaro consegue apoio robusto nas ruas antes do segundo turno
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Jurídico
  Jurídico
 
Juiz determina distância de 1 km da Esplanada a advogado que ameaçou Dilma
Data Publicação:09/06/2015
O advogado Matheus Sathler Garcia, que divulgou um vídeo na internet em que ameaça promover um golpe militar e decapitar a presidente da República, está impedido de se aproximar da Praça dos Três Poderes e da Esplanada dos Ministérios, em Brasília, nesta segunda-feira, no Sete de Setembro.
Em decisão do dia 4 de setembro, o juiz federal Marcus Vinicius Reis Bastos, determina que ele guarde a distância mínima de um quilômetro desses locais, onde ocorrerá o desfile da Independência. Garcia foi candidato a deputado federal pelo PSDB do Distrito Federal em 2014.
O juiz ainda proíbe o advogado de se ausentar do Distrito Federal amanhã. E autoriza que a Polícia Federal monitore o cumprimento dessas medidas eletronicamente. As ameaças do advogado à integridade da presidente da República constam em um inquérito policial.
Na decisão, o juiz diz que os familiares de Garcia afirmaram à polícia que o advogado sofre de doença psicológica. "... o fato de ser advogado, casado, bem articulado e manter relacionamento social vasto indica que reúne condições de executar o quanto prometido", diz o juiz.
Além disso, a decisão diz que as medidas são para "preservar a ordem política e social". O magistrado recorre ao Código de Processo Penal que autoriza medidas cautelares diferentes da prisão para evitar a prática de infrações penais. Siga o Yahoo Notícias no Twitter e no Faceboo


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Justiça Federal marca para junho depoimento de Lula em caso de caças suecos
- Justiça manda liberar Joesley Batista
- Brasileiros estão cansados e querem poder voltar a confiar em instituições, diz Cármen Lúcia
- Fachin nega pedido de habeas corpus de Lula e envia caso ao plenário do STF
- STF homologa acordo sobre planos econômicos Color I e II
- Fux diz que TSE será irredutível na aplicação da Lei da Ficha Limpa
- Luiz Fux toma posse hoje na presidência do TSE
- Lula recorre ao STF para evitar prisão após condenação
- Supremo deve restringir foro privilegiado
- Dodge recorre de decisão que tirou o sigilo da delação de marqueteiro
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.