CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
DOMINGO, 21 DE JULHO DE 2019
ULTIMA NOTÍCIA:
Chefe da Lava Jato no Rio diz que STF barra a maior parte das investigações de lavagem
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Brasil
  Brasil
 
Lula só terá chance de sair da cadeia se assumirmos o poder, diz Ciro
Data Publicação:26/07/2018
O presidenciável Ciro Gomes (PDT) declarou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva só terá chance de deixar a prisão em Curitiba se o seu grupo assumir o poder e colocar o Judiciário e o Ministério Público em suas caixinhas. O petista está preso desde 7 de abril, após ter sido condenado a 12 anos e um mês de prisão em segunda instância no caso do tríplex em Guarujá.

"Só tem chance de sair da cadeia se a gente assumir o poder e organizar a carga. Botar juiz para voltar para a caixinha dele, botar o Ministério Público para voltar para a caixinha dele e restaurar a autoridade do poder político", afirmou.

A declaração foi dada durante entrevista ao programa "Resenha", da TV Difusora, do Maranhão, no dia 16 de julho.

Ciro declarou ainda que viu "coisas acontecerem" enquanto estava no Planalto e que teria alertado Lula. Ele foi ministro da Integração Nacional no governo do petista. "Eu ajudei o Lula por 16 anos sem tirar nenhum dia. Já zangado, porque via as coisas acontecendo, sabia que ia dar problema e cansei de avisar pra ele e ele não quis ouvir, porque poder muito tempo tira a pessoa do normal", afirmou.

O pedetista disse a estratégia do PT caso a candidatura de Lula seja impedida pela Justiça Eleitoral era apontar outra Dilma, algo que, segundo ele, não é a melhor solução para o país.

"O Brasil não aguenta um presidente por procuração numa altura dessas. O camarada diz eu gosto muito do Lula, mas só porque eu gosto muito do Lula ele vai apontar outra Dilma? O país está precisando de pulso, de liderança, de autoridade, até para corrigir a carga. Imagina um cabra desse do outro lado se o Lula tem alguma chance de sair da cadeia? Nenhuma", disse o pedetista.

Ele criticou ainda a sequência de decisões judiciais no dia 8 de julho envolvendo a soltura de Lula. "Tudo errado do começo ao quinto. Se o judiciário que é o fator de estabilidade, de garantia das regras, começa a fazer essa anarquia, fica a situação que estamos hoje. Isso vai beneficiando o autoritarismo, o militarismo, enfim".

O candidato fez um apelo pela união da esquerda e se colocou como único candidato preparado e capaz de proteger as políticas sociais e interesses nacionais. "Nós deveríamos, em homenagem ao nosso povo, nos unir", afirmou.


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Semana da Constelação Familiar: de 11 a 19/03
- STJ concede habeas corpus a deputado federal João Rodrigues por prescrição de prazo
- Equipe econômica de Guedes terá nove nomes do governo Temer
- FHC revela voto nulo em segundo turno das eleições presidenciais
- Aposentadoria integral ficará mais difícil a partir da semana que vem
- McDonalds demite funcionário que emprestou batata para o Burger King
- Homem coloca fogo em um morador de rua em Santos (SP)
- João de Deus, suspeito de abusos sexuais, se entrega à polícia em Goiás
- Por segurança, sinal de celular na Esplanada será bloqueado na posse de Bolsonaro
- Na mira de Bolsonaro, indulto de natal é ato final de Michel Temer
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.