CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
DOMINGO, 19 DE AGOSTO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
União Europeia não pediu retaliação ao Brasil por prisão de Lula
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Brasil
  Brasil
 
Policiais de Brasil, Bolívia e Peru desarticulam quadrilha internacional
Data Publicação:13/07/2018
A polícia da Bolívia, com a colaboração de agentes do Brasil e do Peru, desarticulou uma quadrilha integrada por brasileiros e bolivianos que assaltou um quartel na fronteira comum, mas descartou sua vinculação com o Comando Vermelho.

"Desarticulamos uma organização criminosa", informou em entrevista coletiva o ministro do Interior, Carlos Romero, precisando que o grupo estava ligado ao roubo de armas em um quartel na fronteira com o Brasil, ocorrido em meados de junho.

Romero explicou a partir da cidade de Cobija, capital do departamento de Pando (norte), que as ações foram realizadas em coordenação com as polícias de Brasil e Peru, que compartilham a fronteira.

Sete membros da quadrilha foram presos em diferentes datas, tanto na Bolívia como no Peru, e há quatro foragidos.

No ataque ao quartel boliviano o grupo roubou 9 fuzis AK, 11 carregadores, 5 pistolas e munição.

A princípio, a polícia atribuiu a ação a um grupo ligado ao Comando Vermelho, mas tal hipótese foi rejeitada nesta segunda-feira.

"Não é uma estrutura que corresponde ao Comando Vermelho, e sim uma organização mista de bolivianos e brasileiros".

Segundo o ministro, alguns dos criminosos foram detidos no povoado de Puerto Maldonado, no sudeste peruano, onde se "preparavam para dar um grande golpe".

O ministro destacou a coordenação entre os três países e declarou que o esquema será mantido para se combater o crime organizado.


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- União Europeia não pediu retaliação ao Brasil por prisão de Lula
- Brasil sairá da ONU comunista se for eleito, diz Bolsonaro
- Da cadeia, Eduardo Cunha defende Lula candidato e promove filha
- Pai de Tatiane Spitzner será assistente de acusação do Ministério Público
- Anvisa suspende a venda de dois produtos alisantes no Brasil
- Foro de São Paulo: entenda o que é
- Faremos o que é certo, diz Barroso, sobre distribuição de relatoria do caso Lula no TSE
- PM da Paraíba encontra regras pichadas em muros de João Pessoa e pensa ser de facção criminosa
- Família sepulta parente e ele reaparece vivo meses depois
- Parece armação, diz irmã de policial morta sobre ida ao bar
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.