CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
DOMINGO, 19 DE AGOSTO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Governo dos EUA afirma que satélite russo pode ser arma disfarçada
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Brasil
  Brasil
 
Juiz determina que Delúbio Soares cumpra pena em Curitiba
Data Publicação:12/06/2018
A Justiça Federal determinou a transferência do ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares para o Complexo Médico Penal de Curitiba (PR). Preso desde maio na penitenciária da Papuda, em Brasília, ele deve cumprir os seis anos de pena por lavagem de dinheiro no mesmo estado onde corre outro processo seu pela Operação Lava Jato. A informação é do jornal Folha de S. Paulo.

Delúbio pediu para permanecer na Papuda — ele alega ter pais em idade avançada vivendo em Goiás e uma filha em Brasília. A distância até Curitiba inviabilizaria as visitas dos familiares ao detento.

De acordo com o jornal, o juiz Danilo Pereira Júnior, da 12ª Vara Federal de Curitiba, afirmou que o ex-tesoureiro possuía domicílio residencial e profissional em São Paulo e que não haveria elementos os suficientes que comprovassem a necessidade dele permanecer no Distrito Federal.

A defesa de Delúbio afirmou que vai recorrer da decisão.

O ex-tesoureiro foi acusado de ter viabilizado um empréstimo fraudulento de R$ 12 milhões do Banco Schahin ao PT. O financiamento teria sido obtido pelo pecuarista José Carlos Bumlai, amigo do ex-presidente Lula, e parte do dinheiro — R$ 6 milhões, segundo o Ministério Público — foi repassada ao empresário Ronan Maria Pinto.

A princípio, o juiz Sergio Moro determinou que ele cumprisse cinco anos de prisão em regime fechado. No entanto, o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), responsável pelos recursos em segunda instância da Lava Jato no Paraná, aumentou a pena para seis anos.


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Bolsonaro diz que bíblia prega o armamento
- União Europeia não pediu retaliação ao Brasil por prisão de Lula
- Brasil sairá da ONU comunista se for eleito, diz Bolsonaro
- Da cadeia, Eduardo Cunha defende Lula candidato e promove filha
- Pai de Tatiane Spitzner será assistente de acusação do Ministério Público
- Anvisa suspende a venda de dois produtos alisantes no Brasil
- Foro de São Paulo: entenda o que é
- Faremos o que é certo, diz Barroso, sobre distribuição de relatoria do caso Lula no TSE
- PM da Paraíba encontra regras pichadas em muros de João Pessoa e pensa ser de facção criminosa
- Família sepulta parente e ele reaparece vivo meses depois
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.