CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEGUNDA-FEIRA, 10 DE DEZEMBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Bumblebee
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Brasil
  Brasil
 
Os valores do polêmico contrato de TV entre Santos e Globo
Data Publicação:03/03/2018
O presidente santista José Carlos Peres assinou nos últimos dias um contrato com a TV Globo referente aos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro de 2019 a 2024 na TV aberta e no pay-per-view. E o Blog teve acesso aos detalhes do acordo, fechados por Peres e um grupo formado por Walter Chalca, Álvaro de Souza, Odílio Rodrigues, José Berenguer e Fadiga – o vice-presidente Orlando Rollo foi excluído das negociações.

O Santos terá direito a R$ 20 milhões como prêmio pelo contrato. A Globo ainda repassará R$ 35 milhões de adiantamento, com juros abaixo do mercado. Esse valor, porém, será deduzido do primeiro ano do vínculo, em 2019 – vale lembrar que nem o Peixe, nem qualquer outro clube saberão ao certo quanto receberão a partir da próxima temporada.

É que a Globo mudou a distribuição da renda com TV. Pela nova divisão, 40% do bolo será repartido igualmente entre os 20 integrantes da Série A. Já 30% levarão em conta a classificação final do Brasileirão, enquanto os outros 30% irão se basear no número de partidas transmitidas de cada time.

O acerto de Peres deve render dor de cabeça e possivelmente uma multa ao Santos nas próximas semanas. É que o clube havia assinado um acordo para negociar tais propriedades em conjunto com Bahia, Atlético-PR e Coritiba. Tal acerto previa punição em caso de descumprimento, como fez o Peixe, de acordo com o presidente do Conselho Deliberativo do Furacão, Mario Celso Petraglia.


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Bolsonaro quer aposentadoria de servidores públicos só depois dos 65
- Com classe dividida, líderes de caminhoneiros decidem não aderir à paralisação
- Guedes anuncia seis secretários da nova equipe econômica
- Ibama nega licença para francesa Total explorar petróleo no Amazonas
- Mais uma mulher acusa João de Deus de abuso sexual
- Professor confessa estupro em aluno de 9 anos porque `estava triste´
- Segurança do Carrefour confirma agressão a cão, mas diz estar arrependido
- PMs elogiados por Bolsonaro visitam idosa feita refém
- Bolsonaro vira assistente de acusação e terá acesso a informações sigilosas de Adélio Bispo
- Brasil: passa bem primeiro bebê transplantado de útero de doadora morta
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.