CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SÁBADO, 16 DE FEVEREIRO DE 2019
ULTIMA NOTÍCIA:
Filha do Tiririca faz harmonização facial
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Brasil
  Brasil
 
Inflação em 2015 na pesquisa Focus sobe para 8,25%
Data Publicação:27/04/2015

Os analistas de mercado ouvidos para o boletim Focus voltaram a elevar a previsão para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deste ano, que passou de 8,23% para 8,25%, de acordo com o Banco Central divulgou em seu Relatório de Mercado Focus. Há um mês, essa expectativa estava em 8,13%. O próprio BC, responsável pela divulgação do documento, espera uma inflação um pouco menor, de 7,9% este ano, acima, portanto, do teto da meta, que é de 6,5%.

No Top 5 de médio prazo, que é o grupo dos economistas que mais acertam as previsões, houve estabilidade nas projeções. A mediana para o IPCA deste ano segue em 8,67%. Quatro semanas atrás, estava em 8,33%.

Para o fim de 2016, a mediana das projeções para o IPCA foi mantida em 5,60% pela quarta semana consecutiva. Também no Top 5, a projeção para a inflação ao final do ano que vem foi mantida em 6,40% - um mês antes estava em 5,64%. De acordo com o Relatório Trimestral de Inflação do BC divulgado no mês passado, a taxa ficará em 4,9%.

A expectativa para a inflação suavizada 12 meses à frente recuou, de 6,04% para 6,00%. Há um mês estava em 6,30%. No curto prazo, depois da alta de 1,24% de janeiro, revelada pelo IBGE, de 1,22% em fevereiro, e de 1,32% em março, a projeção para a taxa em abril continua em alta, mas ainda está em um porcentual abaixo de 1%. De acordo com o boletim Focus, a mediana das estimativas passou de 0,69% para 0,70% - um mês antes, estava em 0,62%. Em maio, o índice deve ter alta de 0,50%, acima da previsão passada de 0,49% e dos 0,45% estimados quatro edições da Focus atrás.

Juros

O mercado financeiro manteve o consenso de que haverá uma elevação da Selic dos atuais 12,75% ao ano para 13,25% na reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) marcada para esta semana. Para o fim deste ano, a mediana das previsões foi mantida em 13,25% - ou seja, o mercado espera que o BC, na próxima quarta-feira, 29, dê fim ao atual ciclo de alta dos juros. A Selic média do ano, no entanto, subiu de 13,14% ao ano para 13,20%. Quatro semanas antes, essa taxa média estava em 13,06% ao ano.

Para o fim de 2016, a mediana das projeções foi mantida em 11,50% ao ano de uma semana para outra. Esta é a décima sétima semana consecutiva que a taxa está estacionada neste patamar. A previsão para a Selic média do ano que vem também foi mantida, em 12% - a taxa observada há um mês era de 11,92%.

Para o grupo Top 5 de economistas de médio prazo, a Selic encerrará este ano em 13,50% ao ano, mesmo número da previsão anterior. Há um mês, esse grupo estimava que a taxa chegaria a 13,75% ao fim do ano. Para 2016, a expectativa é de que a taxa fique em 12% ao ano, mesmo previsão há cinco semanas.




Fonte:folha vitoria



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Semana da Constelação Familiar: de 11 a 19/03
- STJ concede habeas corpus a deputado federal João Rodrigues por prescrição de prazo
- Equipe econômica de Guedes terá nove nomes do governo Temer
- FHC revela voto nulo em segundo turno das eleições presidenciais
- Aposentadoria integral ficará mais difícil a partir da semana que vem
- McDonalds demite funcionário que emprestou batata para o Burger King
- Homem coloca fogo em um morador de rua em Santos (SP)
- João de Deus, suspeito de abusos sexuais, se entrega à polícia em Goiás
- Por segurança, sinal de celular na Esplanada será bloqueado na posse de Bolsonaro
- Na mira de Bolsonaro, indulto de natal é ato final de Michel Temer
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.