CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
TERÇA-FEIRA, 11 DE DEZEMBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Bumblebee
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Brasil
  Brasil
 
Anac apura fotos de Latino em cabine de avião da TAM em voo
Data Publicação:09/05/2013

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) abriu um processo administrativo para apurar fotos postadas em redes sociais pelo cantor Latino em que ele aparece sentado na cabine de uma aeronave da TAM. A entrada de passageiros na cabine durante o voo é proibida pela legislação brasileira.

O incidente teria ocorrido em 28 de abril, quando o cantor voltava de Recife, onde participou de um show, para o Rio de Janeiro. Latino postou no Instagram em 29 de abril quatro fotos em que aparece usando fone de ouvido e sentado na cadeira da esquerda da cabine. A cabine aparece escura e os manetes de potência, além de outros instrumentos, aparecem acionados.

Em seu perfil oficial no Facebook, onde remeteu para as imagens no Instagram, o cantor escreveu em 29 de abril: “Foi assim minha primeira experiência como co-piloto (sic)!!! Já comecei por cima num 737. Amei...”. Nesta quinta-feira (9), a postagem continuava no Facebook do cantor.

A Anac informou que irá enviar nesta quinta uma notificação para que a TAM explique o que ocorreu. Após a investigação, medidas cabíveis serão adotadas caso “sejam constatadas irregularidades em relação às normas da aviação civil”. Se confirmada a infração, as multas variam entre R$ 2 mil e R$ 5 mil para o piloto, que deixou o cantor sentar na cadeira de pilotagem, e de R$ 4 mil  a R$ 20 mil para a empresa.

A TAM confirmou o fato e disse que também investiga como as fotos foram obtidas por Latino. O fato é considerado “falta grave” à segurança aérea pela companhia. Desde os ataques com terroristas com aviões às Torres Gêmeas do World Trade Center, nos Estados Unidos, em 11 de setembro de 2001, as normais internacionais adotaram maiores restrições ao acesso de passageiros a cabines durante o voo.

“Em virtude das normas que proíbem o acesso de pessoas não autorizadas à cabine de comando durante o voo, parte de seu rígido protocolo de segurança, a companhia considera falta grave o desrespeito a essa determinação. Caso se comprove que a situação relatada ocorreu em uma de suas aeronaves, a empresa adotará as medidas disciplinares cabíveis”, disse a TAM.

O G1 procurou a assessoria do cantor e deixou recado. Mas, até a publicação da reportagem, não obteve retorno.

Veja a íntegra da nota da Anac sobre o caso:
"A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) iniciou processo de apuração do fato para, após conclusão, adotar medidas cabíveis caso sejam constatadas irregularidades em relação às normas da aviação civil.
A notificação à empresa será emitida hoje (quinta-feira, 9), no âmbito do processo de apuração. Caso a irregularidade seja realmente constatada e de acordo com a fiscalização, as multas podem variar de R$ 2 mil a R$ 5 mil para o piloto e de R$ 4 mil  a R$ 20 mil para a empresa"




Fonte:G1 - foto reprodução



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Bolsonaro quer aposentadoria de servidores públicos só depois dos 65
- Com classe dividida, líderes de caminhoneiros decidem não aderir à paralisação
- Guedes anuncia seis secretários da nova equipe econômica
- Ibama nega licença para francesa Total explorar petróleo no Amazonas
- Mais uma mulher acusa João de Deus de abuso sexual
- Professor confessa estupro em aluno de 9 anos porque `estava triste´
- Segurança do Carrefour confirma agressão a cão, mas diz estar arrependido
- PMs elogiados por Bolsonaro visitam idosa feita refém
- Bolsonaro vira assistente de acusação e terá acesso a informações sigilosas de Adélio Bispo
- Brasil: passa bem primeiro bebê transplantado de útero de doadora morta
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.