CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEGUNDA-FEIRA, 20 DE NOVEMBRO DE 2017
ULTIMA NOTÍCIA:
Dodge recorre de decisão que tirou o sigilo da delação de marqueteiro
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Diversidade
  Diversidade
 
Bolsonaro é condenado a pagar indenização de R$ 150 mil por declarações homofóbicas
Data Publicação:14/04/2015

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) foi condenado a pagar indenização de R$ 150 mil, por danos morais, ao Fundo de Defesa dos Direitos Difusos (FDDD), por ter feito declarações homofóbicas. A decisão foi proferida pela 6ª Vara Cível do Fórum de Madureira.

O parlamentar vai recorrer da decisão. A ação foi ajuizada pelos grupos Diversidade Niterói, Cabo Free de Conscientização Homossexual e Combate à Homofobia e Arco-Íris de Conscientização. As declarações polêmicas foram feitas ao programa "CQC", da TV Bandeirantes, no dia 28 de março de 2011, quando ele fez críticas à comunidade LGBT.

A emissora não foi implicada na ação. Na sentença, a juíza Luciana Santos Teixeira afirmou que a liberdade de expressão deve ser exercida em observação à proteção e dignidade do cidadão

. "Não se pode deliberadamente agredir e humilhar, ignorando-se os princípios da igualdade e isonomia, com base na invocação à liberdade de expressão. Nosso Código Civil expressamente consagra a figura do abuso do direito como ilícito civil (art. 187 do Código Civil), sendo esta claramente a hipótese dos autos.

O réu praticou ilícito civil em cristalino abuso ao seu direito de liberdade de expressão", escreveu a magistrada. O deputado chegou a argumentar em sua defesa que detém de imunidade parlamentar, mas foi refutado pela magistrada, que considerou que a prerrogativa "não se aplica ao caso".

"Em que pese o réu ter sido identificado no programa televisivo como deputado, suas declarações foram a respeito de seus sentimentos como cidadão, tiveram cunho pessoal – e não institucional", relatou a Luciana Santos Teixeira. Segundo Bolsonaro, essa foi sua primeira derrota judicial em primeira instância.




Fonte:bahia noticias foto reprodução



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Trump defende que transgêneros usem qualquer banheiro nos EUA
- Marido chega em casa e Ricardão passa noite na sacada
- Suprema Corte dos EUA legaliza casamento gay em todos os estados
- Bolsonaro é condenado a pagar indenização de R$ 150 mil por declarações homofóbicas
- Vaticano recebe grupo católico gay em audiência, discretamente
- 'Todo mundo é gay' vira destaque em site americano que premia propagandas
- Casal homoafetivo consegue adotar quatro irmãos, três deles com o vírus HIV, no Brasil
- CNJ: 122 magistrados têm união homossexual
- Dilma recomenda Disque 100 para denunciar violência homofóbica
- Nigéria aprova lei que proíbe união homossexual
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.