CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEXTA-FEIRA, 16 DE NOVEMBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Diretor do Santander será presidente do BC do governo Bolsonaro
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Diversidade
  Diversidade
 
Modelo transexual canadense poderá participar de Miss Universo
Data Publicação:10/04/2012
Nova York - O concurso Miss Universo, promovido pelo magnata Donald Trump, abriu suas portas às modelos transexuais. A justificativa é que os homens que mudaram de sexo merecem o mesmo tratamento do que qualquer outra mulher. As transexuais poderão mostrar seus atributos nos campeonatos internacionais de beleza, e a primeira será a canadense Jenna Talackova, que finalmente poderá participar do concurso neste ano.

A Aliança Gay e Lésbica contra a Difamação (GLAAD, sigla em inglês), que lutou pela igualdade de direitos em nome de Talackova, comemorou a notícia. "A Organização Miss Universo segue as instituições que têm adotado uma postura contra a discriminação das mulheres transexuais", afirmou o porta-voz da GLAAD, Herndon Graddick. "Os transexuais ainda têm negado a igualdade de oportunidades em termos de habitação, emprego e saúde. A decisão de hoje está em consonância com o crescente apoio público aos transexuais de todo o país", acrescentou.

Paula Shugart, presidente da Organização Miss Universo, disse no site da GLAAD: "Temos uma longa história de apoio à igualdade para todas as mulheres, e isso é algo que levamos muito a sério".

A reversão dessa política de longa data veio após uma campanha de Talackova, 23 anos, que afirma ter passado pela cirurgia de troca de sexo porque nasceu no "corpo errado". Com cabelos loiros, pernas longas e feições delicadas, Talackova tinha sido selecionada para participar do concurso Miss Universo Canadá, realizado em 19 de maio, mas foi desclassificada no mês passado quando se descobriu que era transexual.


Fonte:foto: Frederic J Brown - France Presse



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- RJ recebe debate sobre inclusão social em outubro
- Descobriram um jeito de a gente ouvir música clássica
- 6 em cada 10 azeites do país são reprovados em fiscalização; veja a lista de empresas
- Trump defende que transgêneros usem qualquer banheiro nos EUA
- Marido chega em casa e Ricardão passa noite na sacada
- Suprema Corte dos EUA legaliza casamento gay em todos os estados
- Bolsonaro é condenado a pagar indenização de R$ 150 mil por declarações homofóbicas
- Vaticano recebe grupo católico gay em audiência, discretamente
- 'Todo mundo é gay' vira destaque em site americano que premia propagandas
- Casal homoafetivo consegue adotar quatro irmãos, três deles com o vírus HIV, no Brasil
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.