CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
QUINTA-FEIRA, 18 DE JANEIRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Seul propõe a Pyongyang nova reunião para conversar sobre Jogos de Inverno
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Policia
  Policia
 
Governo quer abafar a Operação Lava Jato
Data Publicação:10/09/2016
Após a queda de braço com o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha, que resultou em sua demissão do comando da Advocacia-Geral da União, Fábio Medina Osório, não economizou palavras e resolveu “pôr a boca no trombone” em entrevista a revista Veja. Na reportagem, o jurista gaúcho conta que sai do posto porque o governo não quer que as investigações da Operação Lava Jato avancem. Segundo ele, sua queda começou há cerca de três meses, quando solicitou às empreiteiras envolvidas no escândalo do petrolao que ressarcissem o Erário pelo dinheiro desviado da Petrobras. Depois disso, Medina pediu acesso aos inquéritos que citam aliados do governo para mover ações de improbidade administrativa contra eles. E aí o caldo entornou… A Polícia Federal enviou-lhe uma lista com os nomes de catorze parlamentares e ex-parlamentares suspeitos de atuarem no esquema sendo 8 do PP (Arthur Lira, Benedito Lira, Dudu da Fonte, João Alberto Pizzolatti Junior, José Otávio Germano, Luiz Fernando Faria, Nelson Meurer e Roberto Teixeira), três do PT (Gleisi Hoffmann, Vander Loubet e Cândido Vacarezza) e três do PMDB (Renan Calheiros, presidente do Senado, Valdir Raupp e Aníbal Gomes), de acordo com a publicação. Com a relação em mãos, Medina pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) para conhecer o conteúdo dos inquéritos e isso teria causado um grande “desconforto” na base aliada. A partir daí, ele se viu alvo de ataques e intrigas que saíam do próprio palácio. O jurista ainda afirmou em entrevista a revista Veja que o governo quer abafar a Lava Jato, pois teme que alguma ação atinja “interesses que talvez não devessem ser atingidos”


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Moro dá 5 dias para PF se manifestar sobre suposto vídeo de coercitiva de Lula
- Brasileiros se preparam para voltar às ruas contra a corrupção
- Guerra de facções em Alcaçuz é por força, filiações e dinheiro
- Polícia prende três suspeitos de matar cantora do Kaoma no RJ
- Temer diz que investigações da Lava-Jato
- Amapa: Sem mandado, Polícia invade sede de Mídia Ninja no AP
- Lula é denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro na operação Lava Jato
- Governo quer abafar a Operação Lava Jato
- Morre soldado da Força Nacional baleado no Rio
- Irmão de Bruno revela onde está o corpo de Eliza Samudio
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.