CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
QUARTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Parte do PT está "se lixando" para Haddad, diz Cid Gomes
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Policia
  Policia
 
PF faz busca e apreensão em duas casas de Eike Batista
Data Publicação:07/02/2015

Lamborghini Aventador LP700-4, modelo 2012, apreendida pela PF (Foto: Fábio Motta/ Estadão Conteúdo)Agentes da Polícia Federal (PF) cumpriram desde o início da manhã desta sexta-feira, 6, mandados de busca e apreensão em duas casas do empresário Eike Batista. Os mandados foram expedidos pelo juiz titular da 3ª Vara Criminal do Rio de Janeiro, Flávio Roberto de Souza, como parte da decisão de bloquear ativos financeiros e bens móveis e imóveis de Eike e seus familiares, no valor de R$ 3 bilhões.

Na quinta-feira, Souza afirmou ao Broadcast que uma das justificativas para o bloqueio foi o fato de o empresário, em meio à crise que atingiu suas companhias, ter feito doações a seus parentes. Segundo o juiz, Eike doou seis imóveis em 2013 aos parentes, além de montantes em dinheiro. Somente Thor, filho mais velho de Eike, recebeu R$ 137 milhões.

Na operação de hoje, os agentes da PF já apreenderam seis carros, o celular do próprio Eike, entre outros bens. Para o advogado do empresário, Sérgio Bermudes, a decisão do juiz é uma "brutalidade", visto que Eike ainda não foi julgado culpado das acusações.

Bermudes informou que pretende recorrer ao juiz para revogar a decisão. Além disso, revelou ainda que deve recorrer ao Tribunal Regional Federal e denunciar o que chama de "selvageria" ao Conselho Nacional de Justiça e ao Procurador Geral da República.

A Justiça do Rio determinou o bloqueio no mês passado, medida que foi cumprida no início desta semana. No ano passado, já tinham sido bloqueados R$ 239 milhões, mas o valor foi agora ampliado e a ação, estendida aos familiares do empresário.

Inicialmente, Eike respondia a um processo, com duas acusações: manipulação de mercado e uso de informação privilegiada. Segundo o juiz Souza, outros processos, vindos de São Paulo, estão sendo unificados, com outras três acusações: falsidade ideológica, formação de quadrilha e indução do investidor ao erro. O Ministério Público Federal do Rio de Janeiro (MPF-RJ) deve entregar as denúncias no próximo dia 11.




Fonte:Estadão



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Filho de Bolsonaro aluga próprio carro em campanha
- Lava Jato da Argentina: entenda escândalo que prendeu kirchneristas
- PF apreende R$ 373 mil na casa de auditora da Receita e ex-conselheira do Carf
- PF cumpre mandados contra deputada Cristiane Brasil em 2ª fase de operação contra fraudes no Ministério do Trabalho
- Operação da PF mira desvio de recursos federais para educação em quatro estados
- Interpol resgata 350 vítimas do tráfico em Brasil, Venezuela e Caribe
- PF prende ex-assessor de Dirceu em operação sobre fraudes em fundos de pensão
- Entenda o que a prisão de José Yunes significa para o governo Temer
- Petistas pedem federalização de investigação sobre ataque a caravana de Lula
- PF prende em aeroporto no Rio investigado em operação derivada da Lava Jato
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.