CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
DOMINGO, 30 DE ABRIL DE 2017
ULTIMA NOTÍCIA:
Votação da reforma da Previdência é adiada
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Politica
  Politica
 
Votação da reforma da Previdência é adiada
Data Publicação:28/04/2017
Parlamentares da oposição e do governo decidiram adiar mais uma vez o início da votação da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara. Eles acordaram que a votação deverá começar a partir da próxima quarta-feira, e não mais de terça-feira, como previsto até então. Mesmo com quórum suficiente para abrir os trabalhos, o presidente do colegiado, deputado Carlos Marun (PMDB-MS), decidiu, em acordo com deputados da base e da oposição, cancelar a sessão da comissão desta quinta-feira, quando seria encerrada a discussão da proposta, e remarcá-la para 14 horas da próxima terça-feira. O peemedebista afirmou que, mesmo com quórum para realizar a sessão, a discussão desta quinta seria esvaziada, em razão da "ressaca" da votação da reforma trabalhista no plenário, concluída na madrugada desta quinta-feira, e da greve geral prevista para esta sexta-feira. Segundo ele, a greve fez muitos parlamentares adiantarem voos de volta para seus Estados. Marun ressaltou que comunicou a decisão ao presidente Michel Temer e ao ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, durante reunião na manhã desta quinta-feira, no Palácio do Planalto. A discussão do parecer do deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) sobre a reforma na comissão começou na última segunda-feira, mas foi interrompida ao longo da semana em razão das votações no plenário. Com isso, faltam ainda 16 membros da comissão falarem, além dos líderes. Cada um deles têm direito a 15 minutos de discurso. O presidente da comissão especial afirmou que, pelo novo acordo com a oposição, todos esses deputados terão de falar na terça-feira. Ele previu que a votação deve ser encerrada na próxima semana, rechaçando a possibilidade de se estender pela segunda semana de maio. Na semana passada, governo e oposição já tinham feito um primeiro acordo para que a discussão da reforma na comissão fosse encerrada nesta semana, o que adiou a previsão de votação para 2 de maio. Até então, o governo previa encerrar a discussão e votar a proposta no colegiado nesta semana.


Fonte:correio do estado



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Em votação secreta, Câmara rejeita cassação do deputado Donadon
- Pelo menos 12 ministros devem deixar cargos
- Marina Silva pede ao TSE criação da Rede
- Debates nas redes sociais devem apimentar eleições
- Marina inicia registro de partido no TSE
- Senado prepara alterações nas regras eleitorais
- STF analisa nesta semana recursos do caso do mensalão
- Dilma sanciona com vetos o Estatuto da Juventude
- PEC quer fim da aposentadoria a juízes corruptos
- Dilma sanciona projeto contra corrupção
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.