CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
DOMINGO, 21 DE OUTUBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Ciência do consumidor: quanto custa seu CPF?
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Politica
  Politica
 
Coligação de Ciro entra com ação contra Bolsonaro no TSE por escândalo do WhatsApp
Data Publicação:20/10/2018
A coligação de Ciro Gomes (PDT) entrou com ação de investigação judicial eleitoral em face de Jair Bolsonaro (PSL), sua coligação, o empresário Luciano Hang e os responsáveis pelas empresas que dispararam mensagens contra o PT.

A peça, apresentada ao Tribunal Superior Eleitoral na sexta (19), cita ainda o responsável legal pelo WhatsApp.

A coligação formada por PDT e Avante pede apuração sobre eventual caixa dois, doação de pessoa jurídica não declarada e impulsionamento negativo. O caso foi revelado pela Folha de S.Paulo. Antes desse pedido, o PDT havia entrado com uma representação que solicitava a anulação do pleito.

Na ação, requer-se que seja feita "a intimação de todos os demandados, para que se eximam de praticar qualquer ato de divulgação de mensagens relativas ao pleito de 2018 através do WhatsApp ou qualquer outra rede social".

Pretende-se exigir que as empresas envolvidas apresentem relatório fiscal e documentos contábeis para demonstração de quais relações jurídicas foram realizadas no período dos últimos 12 meses.

Demanda ainda a quebra do sigilo bancário, telefônico e telemático das empresas Quick Mobile, Yacows, Croc Services, Sms Market e de seus representantes.

A coligação ainda solicita a intimação da empresa que administra o WhatsApp na figura de seu sócio, Brian Patrick Hennessy.


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Pastor Feliciano recebe apoio em redes sociais
- Dilma decreta três dias de luto oficial por morte de Chávez
- Governo anuncia novas regras para registro sindical
- Dilma exonera secretário geral do Itamaraty
- Renan Calheiros fora, um desejo, um duro Golpe para o Senado Federal?
- Marina lança novo partido em Brasília
- Dilma diz que Brasil terá crescimento sustentável em 2013
- Estatuto da juventude deve ser aprovado
- Procurador-geral pedirá investigação sobre Lula
- Serra pode deixar PSDB e tentar presidência
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.