CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEXTA-FEIRA, 17 DE AGOSTO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Da cadeia, Eduardo Cunha defende Lula candidato e promove filha
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Politica
  Politica
 
Dilma possui conta secreta na Suíça, afirma Banco Central Suiço
Data Publicação:27/06/2016
A Isto É diz que o dinheiro presente na conta teria sido desviado de dinheiro de propina. Tudo foi descoberto durante uma investigação da Polícia Federal, a Operação Angola. Dilma teria criado a conta nos Estados Unidos, mas ela foi hospedada na Suíça. Até mesmo o registro da suposta conta é exposto pela publicação, o CH300867900000516344. Ordens de pagamentos foram registradas e elas tiveram sua efetuação realizada pelo Morgan Stanley, um banco suíço. De acordo com a Isto É, 230 milhões de dólares pingaram na conta. Uma quantia que representa em torno de R$ 700 milhões. Um conta secreta é o objeto principal de uma ampla reportagem realizada pela Revista Isto É publicada no fim de semana. A matéria diz que a presidente afastada Dilma Rousseff criou no ano de 2012 uma conta em dos paraísos fiscais mais populares do mundo, a Suíça. A revelação ganhou força na internet e estaria sendo apurada pelas autoridades brasileiras. Confirmado, o fato será uma bomba irreversível na corrida contra o impeachment. Depois de atrasos e procrastinações, a previsão é que a votação contra a presidente ocorra no Senado apenas depois das Olimpíadas. Para operar a conta, segundo a revista, Rousseff teve a ajuda de um ex-assessor parlamentar. Giles Azevedo atuava com muito sigilo e com a confiança da petista. Ele era o seu chefe de gabinete. Giles tinha tanto poder que podia até falar no nome da presidente, atuando como seu porta-voz. A revelação da Isto É pode ajudar bastante o presidente em exercício Michel Temer, do PMDB, com seu plano de ficar no poder até o final de 2017. O dinheiro que foi parar na conta da Suíça foi usado nas campanhas eleitorais de Dilma. Algumas suspeitas de irregularidades na última campanha, a de 2014, fizeram com que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) abrisse um processo contra a chapa formada pela petista e Michel Temer. A punição pior para a dupla seria a impugnação da candidatura, algo visto como improvável, especialmente na atual altura do campeonato. Tais dados sigilosos já estariam com o Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot. Cópias de diversos documentos, como um passaporte, mostrariam que a conta realmente existiu. É bom lembrar que a presidente já disse publicamente que não tem conta na Suíça. Não é o que informou o Ministério Público da Suíça, que segundo a Isto É, confirma os repasses para o endereço bancário.


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Lula tem direito a ser candidato à presidência, determina ONU
- Se eleito, Fernando Haddad dará perdão judicial a Lula
- Advogado pede que TSE barre candidatura de Jair Bolsonaro
- Para Temer, o candidato do governo parece ser Alckmin e não Meirelles
- FHC não descarta união de PT e PSDB contra Bolsonaro no 2º turno: Não teria nenhuma objeção
- Cabo Daciolo sobe monte para jejuar e diz: Tentarão me matar
- Pesquisa XP/Ipespe mostra Bolsonaro em primeiro sem Lula
- Metade de brasileiros vai utilizar a biometria para votar em 2018
- Bolsonaro é chamado de rei das fake news e ironiza revista
- Na ausência de Lula, primeiro debate presidencial mostra Brasil dividido
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.