CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEXTA-FEIRA, 23 DE JUNHO DE 2017
ULTIMA NOTÍCIA:
Avião americano derruba drone na Síria e desperta ira de Moscou
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Porto Alegre
  Porto Alegre
 
Implantação do eSocial traz impacto para empresas
Data Publicação:20/06/2017
Sistema unificado que reúne Ministério do Trabalho, Receita Federal e Previdência Social deverá ser respeitado por todos os portes de empresas Porto Alegre, 20 de junho de 2017 – Faltando seis meses para o final do ano, o governo federal, por meio do Ministério do Trabalho, intensifica ações de divulgação sobre a entrada em vigor do eSocial para empresas. A partir de janeiro de 2018, começa a funcionar o sistema unificado e informatizado que reúne, além do Ministério, a Receita Federal, a Previdência Social e a Caixa Econômica Federal. Assim, a prestação de contas de todos os compromissos relativos aos empregados contratados será realizada em conjunto, porém em um único comando. A Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (FIERGS) – junto ao seu Conselho de Relações do Trabalho e Previdência Social (Contrab) – e a Confederação Nacional da Indústria (CNI) acompanham o tema, pois o impacto para as indústrias será percebido imediatamente. A CNI esclarece que o eSocial tem o objetivo de viabilizar uma pretensa desburocratização de como as empresas pagam e declaram as obrigações relativas aos direitos previdenciários e trabalhistas, bem como de racionalizar e simplificar o cumprimento dessas obrigações. “É preciso estar atento ao eSocial, pois ao mínimo descuido, as empresas poderão ser autuadas automaticamente pelos órgãos de fiscalização, sem a necessidade de visita dos agentes”, comenta o presidente da FIERGS, Heitor José Müller. O eSocial terá alcance sobre todas as empresas privadas, públicas, organizações sem fins lucrativos, entre outras. Desde que o eSocial foi anunciado, em 2013, foram promovidos pelo governo três adiamentos de sua entrada em vigor (2014, 2015 e 2016) e publicadas quatros versões do manual de orientação. A resolução atual do Comitê Diretivo fixa o início da vigência do eSocial em janeiro de 2018 para as empresas com faturamento superior a R$ 78 milhões e em julho de 2018 para todas as demais. Os formulários de SST entram em vigor seis meses após os respectivos prazos por porte de empresa. De acordo com esclarecimentos que o Contrab, da FIERGS, mantém disponível para as indústrias, o eSocial vai seguir o mesmo modelo já usado para os empregados domésticos, com unificação do envio de informações fiscais e trabalhistas do empregado. Para os técnicos da CNI, o conhecimento em tempo real das informações das empresas pode significar uma melhor prestação de serviços pelos órgãos de controle, com a disponibilização de dados online, reduzindo os custos de transação e da utilização de profissionais para obtê-los junto aos entes governamentais. Por exemplo, nos casos de agendamento e os laudos da perícia médica, dados cadastrais unificados, crédito automático de tributos e contribuições, mas o investimento necessário será alto e arcado, inteiramente, pelo setor produtivo. Confira alguns pontos para os quais as empresas deverão estar atentas - Grande impacto nos custos com contratação de softwares para a gestão da folha de pagamento; - Elevado custo de implantação para escritórios de contabilidade, para as empresas de um modo geral, diante de um cenário econômico adverso; - As grandes empresas e prestadores de serviço em SST já iniciaram o preparo para entrada do eSocial, alocando investimentos no desenvolvimento de softwares e processos; - Problemas técnicos que ocorreram na implantação do sistema eSocial dos empregados domésticos devem se repetir e mesmo assim o governo não deverá adiar a vigência para empresas.


Fonte:unicom- fiergs



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Implantação do eSocial traz impacto para empresas
- Decisão do Copom é acertada, avalia FIERGS
- Rio Grande do Sul pode ter regulamentação para drones
- Expansão Shopping Iguatemi Porto Alegre inaugura- 27 de maio
- FIERGS lidera missão à Feira de Hannover
- Sesi e Senai promovem mobilização nacional contra o Aedes aegypti
- Após 20 anos, a tradição dos bailes de carnaval está de volta no I Baile de Carnaval da Cidade de Porto Alegre
- Sesi-RS premia escolas municipais por melhor planejamento
- Para FIERGS, manutenção dos juros não resolve a inflação e penaliza o setor produtivo
- Confiança da indústria gaúcha segue negativa
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.