CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
DOMINGO, 19 DE AGOSTO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
União Europeia não pediu retaliação ao Brasil por prisão de Lula
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Mundo
  Mundo
 
Ex-secretário-geral da ONU e Nobel da Paz, Kofi Annan morre aos 80 anos
Data Publicação:18/08/2018
Acra, 18 ago (EFE).- O ex-secretário-geral da ONU e vencedor do prêmio Nobel da Paz, o ganês Kofi Annan, morreu neste sábado, aos 80 anos, segundo confirmaram fontes da família aos meios de comunicação locais.

Na conta oficial do Twitter de Annan, seus familiares publicaram uma mensagem na qual confirmaram que a morte aconteceu após o ex-secretário passar por tratamento em um hospital da Suíça.

No entanto, a família de Annan não divulgou a doença que acometeu o antigo líder das Nações Unidas e pediu "privacidade neste momento de luto".

"Com grande tristeza, a família Annan e a Fundação Kofi Annan anunciam que Kofi Annan, antigo secretário-geral da ONU e prêmio Nobel da Paz, se foi em paz neste sábado, 18 de agosto, após uma curta doença", explicaram os familiares.

"A sua esposa, Nane, e os seus filhos, Kojo, Ama e Nina, estiveram ao seu lado durante os seus últimos dias", acrescenta a mensagem.

A Organização Internacional para as Migrações (OIM), agência da ONU, também divulgou a notícia e lamentou "a perda de um grande homem, um líder e um visionário".

"Uma vida bem vivida, uma vida que merece ser celebrada", acrescentou a instituição em sua conta do Twitter.

Annan se manteve em atividade até os seus últimos dias, liderando a delegação da ONG The Elders, fundada por Nelson Mandela, que esteve no Zimbábue durante o processo eleitoral no final de julho.

O primeiro líder subsaariano da ONU entrou na organização em 1962 e foi ascendendo nas fileiras da organização até chegar à Secretaria-Geral em 1997, função que desempenharia até 2006.

Enquanto esteve à frente da organização, iniciou um programa para reformar a instituição e impulsionou o apoio da comunidade internacional à África e à luta contra a Aids.

Em 2001, Annan foi agraciado com o prêmio Nobel da Paz junto à ONU por "seu trabalho por um mundo melhor organizado e mais pacífico". EFE


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Vaticano enfrenta suposto caso de corrupção, segundo imprensa italiana
- Irã comemora 33 anos da Revolução atacando Israel e com projeto nuclear
- EUA permitem construção de reatores nucleares pela primeira vez desde 1986
- Comitê de credores privados da Grécia se reunirá na quinta-feira em Paris
- Rainha Elizabeth II completa 60 anos a frente do trono britânico
- Fungicida em suco de laranja brasileiro
- Facebook quer participar da bolsa de valores nos EUA
- MPF quer condição de refugiados a haitianos que chegam ao Brasil
- Brasileiro substitui francês no comando do Fundo Global de Aids
- Pacotes com 16 kg de cocaína são entregues por engano na sede da ONU em NY
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.