CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
QUARTA-FEIRA, 17 DE OUTUBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Parte do PT está "se lixando" para Haddad, diz Cid Gomes
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Mundo
  Mundo
 
A história por traz da foto desse estudante que era rejeitado na escola vai te emocionar
Data Publicação:20/09/2018
Aos 16 anos, Andrew Kirby era um daqueles jovens que sentiam na pele o peso da solidão. O jovem da Carolina do Sul costumava fazer suas refeições sozinho durante o intervalo das aulas, mas tudo mudou graças a um grupo de alunos.

Sua mãe, Kay Kirby, usou o Facebook para contar o quanto está feliz pela mudança do filho na volta às aulas. “Ele normalmente come sozinho e isso parte meu coração. Mas assim que ele entrou no carro depois da escola, ele disse: ‘mãe, eu não comi sozinho! Alguns alunos do conselho estudantil perguntaram para mim e outros 3 outros que estavam comendo sozinhos se queríamos nos sentar com eles e disseram que podemos comer juntos de novo amanhã”, conta no post.

Andrew foi adotado ainda bebê por Kay e seu marido Tyler e o menino nasceu com neurofibromatose, condição genética que faz com que tumores benignos se formem no sistema nervoso. Kat diz que o filho sempre foi uma criança tímida e costumava sentar sozinho na escola desde pequeno, o que a preocupava.

“Quando ele dizia que não estava tomando o lanche com ninguém, eu tinha que tentar não chorar. E ele dizia: ‘mãe, está tudo bem. Eu fico no meu telefone, então eu nem percebo'”, contou a mãe ao Good Morning America.

Por isso Kay ficou tão feliz ao ver que as coisas mudaram com a entrada de Andrew no ensino médio. Os alunos do conselho estudantil perceberam que alguns colegas estavam sozinhos na hora do lanche e agora querem que todos se juntem para fazer as refeições.

“Pode parecer algo pequeno para eles, mas eles fizeram a diferença na vida de Andrew”. Além de comer todos os dias com os novos amigos, o jovem até foi ao cinema com eles, tudo combinado através do grupo de mensagens que agora possuem.


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Caçadores de nazistas: casal é condecorado pelo governo francês
- Paul Allen, cofundador da Microsoft, morre de câncer, diz família
- ONGs alertam que fome alcança níveis alarmantes em 60 países
- Óvnis são avistados por 6 aviões comerciais no norte do Chile
- Idosa de 96 anos tinha fortuna de centenas de milhões - e nem mesmo sua família sabia
- Anvisa suspende a fabricação e venda de cosméticos
- Tigre branco mata cuidador em zoológico no Japão
- Obra de arte vendida por US$ 1 milhão se autodestrói após a compra
- Preso por estupro, ex-campeão mundial de boxe paga fiança de R$ 400 mil
- Na Suíça, pedreiros estudam por até 4 anos e ganham R$ 20 mil por mês
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.