CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEGUNDA-FEIRA, 20 DE AGOSTO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Governo dos EUA afirma que satélite russo pode ser arma disfarçada
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Mundo
  Mundo
 
Quênia prende suspeito de matar rinoceronte-negro
Data Publicação:09/08/2018
Autoridades do Quênia prenderam um suposto caçador ilegal ligado à morte de um rinoceronte-negro ocorrida no parque nacional Lake Nakuru no mês passado, informou o Serviço de Vida Selvagem do país nesta quarta-feira.

Os suspeito, que não foi identificado, foi levado a uma delegacia local e estava sendo interrogado, disse o Serviço de Vida Selvagem do Quênia em publicação no Twitter.

O anúncio acontece em meio a críticas devido às mortes anteriores de 11 animais da espécie ameaçada de extinção em uma transferência mal realizada. Dez dos 11 rinocerontes morreram após a realocação. O único a sobreviver morreu em seguida após ser atacado por leões.

Um inquérito independente descobriu que os animais morreram devido ao estresse a por envenenamento após beberem água salgada.

A população de rinocerontes tem diminuído nos últimos anos na África subsaariana, onde gangues armadas matam elefantes por suas presas e rinocerontes por seus chifres. As partes dos animais muitas vezes são vendidas para a Ásia para uso como ornamento ou medicamento.

O último rinoceronte-branco do norte macho morreu no Quênia em março, deixando para trás apenas duas fêmeas de sua subespécie.

O Quênia tinha 20 mil rinocerontes nos anos 1970, caindo para 400 no anos 1990. Em 2017, o número havia subido novamente, chegando a 1.258 -- sendo 745 rinocerontes-negros e 510 rinocerontes-brancos do sul, de acordo com o Serviço de Vida Selvagem.


Fonte:Yahoo.com



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Governo dos EUA afirma que satélite russo pode ser arma disfarçada
- Ex-secretário-geral da ONU e Nobel da Paz, Kofi Annan morre aos 80 anos
- Estado Islâmico mata casal dos Estados Unidos que dava volta ao mundo
- Motorista da Uber teria matado taxista e ferido outros dois no Chile
- Coreia do Norte limita visitas de grupos turísticos chineses
- Quênia prende suspeito de matar rinoceronte-negro
- Polícia fecha aeroporto em Berlim após confundir vibrador com explosivo
- Custo da guerra na Síria chega a quase US$ 400 bilhões, diz ONU
- A humanidade já consumiu mais recursos do que a Terra consegue gerar em 2018
- Explosão perto do aeroporto de Bolonha deixa um morto e mais de 50 feridos
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.