CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEXTA-FEIRA, 14 DE DEZEMBRO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Futuro ministro, Heleno isenta Bolsonaro no caso Coaf: Valor irrisório
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Mundo
  Mundo
 
Kim Jong Un considera a Coreia do Sul muito impressionante
Data Publicação:14/02/2018
O líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, elogiou a Coreia do Sul como "muito impressionante", após o retorno de uma delegação de autoridades norte-coreanas, incluindo sua irmã, dos Jogos Olímpicos de Inverno, reportou a agência oficial norte-coreana KCNA.

"Após ouvir o relatório da delegação, Kim Jong Un expressou sua satisfação quanto ao seu conteúdo e disse que o Sul, que reservou uma acolhida especial à delegação da Coreia do Norte, era muito impressionante", escreveu KCNA.

O líder norte-coreano expressou seu "agradecimento" a Seul.

A celebração dos Jogos de Inverno na Coreia do Sul permitiu uma aproximação entre Seul e Pyongyang, após meses de tensões em razão dos testes de mísseis e o avanço do programa nuclear do Norte.

Depois de ter recusado por meses o convite sul-coreano para participar dos Jogos, Kim anunciou em seu discurso de Ano Novo que enviaria uma delegação para a Pyeongchang.

Além de atletas, artistas e líderes de torcida, o Norte enviou uma delegação diplomática que incluía a irmã de Kim, Kim Yo Jong.

Em sua viagem, Kim Yo Jong apertou a mão do presidente sul-coreano, Moon Jae-in, torceu para a equipe feminina unificada de hóquei no gelo e transmitiu um convite de seu irmão Kim Jong Un para participar de uma cúpula em Pyongyang.

As informações da KCNA sugerem que o líder norte-coreano deseja concretizar essa aproximação, uma vez que Kim indicou que considerava "importante continuar tendo bons resultados, encorajando ainda mais o clima de reconciliação e diálogo".

A agência norte-coreana também declarou que Kim "explicou em detalhes a orientação da melhoria das relações norte-sul e deu instruções importantes aos órgãos relevantes para tomar medidas práticas", sem dar mais detalhes.


Fonte:FOLHAEXPRESS



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Goodyear fecha fábrica na Venezuela e paga funcionários com pneus
- Graças à sonda InSight, a humanidade agora pode ouvir os ventos de Marte
- Trump e Xi Jinping concluíram trégua comercial
- Novo protesto contra o governo mergulha França no caos
- EUA: seis pessoas sobrevivem a queda de elevador de 84 andares
- União Europeia aprova saída da Grã-Bretanha do bloco
- Argentina divulga as primeiras imagens de submarino encontrado após um ano de buscas
- EUA elogiam postura de Bolsonaro sobre o Mais Médicos com Cuba
- Brasileiro é condenado a prisão perpétua por matar tios e primos na Espanha
- Encontrada nova superterra próxima ao nosso planeta
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.