CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEXTA-FEIRA, 20 DE ABRIL DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Lula recebe visita de parentes, mas Nobel e teólogo são barrados
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Mundo
  Mundo
 
Posse de armas nucleares é
Data Publicação:24/10/2017
Pyongyang não planeja realizar conversações com Washington sobre seu programa nuclear, afirmou um graduado diplomata norte-coreano nesta sexta-feira, dizendo que a posse de armas nucleares é uma questão de vida ou morte para a Coreia do Norte, relatou a agência de notícias RIA. Os Estados Unidos terão que "tolerar" o status nuclear da Coreia do Norte, disse Choe Son-hui, diretor-geral do departamento norte-americano do Ministério de Relações Exteriores da Coreia do Norte, durante conferência de não proliferação em Moscou, segundo a RIA. "Essa é uma questão de vida ou morte para nós. A situação atual aprofunda nossa compreensão de que precisamos de armas nucleares para repelir um potencial ataque". "Nós responderemos a fogo com fogo


Fonte:AFP



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- ONU pede que Colômbia acelere acordo de paz
- Aumenta tensão na França com ocupação de universidades e greve ferroviária
- Trump confirma que diretor da CIA se reuniu com Kim Jong Un na Coreia do Norte
- Cuba elege 1º presidente após 60 anos de governo dos irmãos Castro
- Papa consola criança que perguntou se pai ateu estava no céu
- Menino descobre tesouro de famoso rei dinamarquês do século X
- Missão mobilizada na Síria e reunião em Haia sobre ataque químico
- Macron garante que bombardeios na Síria não foram declaração de guerra
- OPAQ começa a investigar suposto ataque químico na Síria
- EUA prontos para bombardear a Síria em caso de novos ataques químicos
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.