CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
DOMINGO, 21 DE JULHO DE 2019
ULTIMA NOTÍCIA:
Chefe da Lava Jato no Rio diz que STF barra a maior parte das investigações de lavagem
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Mundo
  Mundo
 
Os últimos minutos do voo da Germanwings
Data Publicação:06/05/2015

Um relatório divulgado nesta quarta-feira (6) detalha os últimos minutos do voo da Germanwings, que caiu nos Alpes franceses em 24 de março passado, com base nos dados obtidos das caixas-pretas.

Os dados coletados apontam o caráter voluntário da ação do copiloto.

Esse documento preliminar do Escritório de Investigação e Análise da Aviação Civil francesa (BEA) relata que é possível ouvir "um barulho de respiração" até o último momento no gravador de voz da cabine do piloto (CVR, na sigla em inglês).

O texto lembra que o Airbus A320 da companhia Germanwings, que fazia o trajeto entre Barcelona (Espanha) e Düsseldorf (Alemanha) com 144 passageiros e seis membros da tripulação, decola às 9h GMT (6h em Brasília). O copiloto Andreas Lubitz é o piloto encarregado.

Às 9h27min20, a aeronave se nivelou a uma altitude de cruzeiro de 38 mil pés (FL380). A tripulação do voo entrou em contato com o centro de controle de Marselha (França).

Às 9h30, registra-se a última comunicação da tripulação com o controle aéreo, feita pelo comandante de bordo.

Às 9h30min08, o comandante diz ao copiloto que iria sair da cabine de voo e lhe pede que assuma o controle das comunicações de rádio.

Às 9h30min24, ouvem-se barulhos de abertura e, três segundos depois, de fechamento da porta da cabine de voo. O comandante ainda estava do lado de fora.

Às 9h30min53, a altitude selecionada no painel de controle do piloto automático passou em um segundo de 38 mil pés para 100 pés. Um segundo depois, o piloto automático mudou para o modo de descida. A aeronave começou a descer, e a potência de ambos os motores diminuiu.

Às 9h33min12, a gestão da velocidade mudou para modo "selecionado", de acordo com a escolha da tripulação. A velocidade da aeronave começou a aumentar junto com o regime de descida.

Às 9h33min47, o controlador perguntou à tripulação de voo em que nível de voo estavam autorizados. Nesse momento, a aeronave estava a uma altitude de 30 mil pés em descida. Não houve resposta do copiloto. Nos 30 segundos seguintes, o controlador tentou se comunicar de novo com a tripulação em duas ocasiões, sem qualquer tipo de resposta.

Às 9h34min41, foi registrado durante um segundo o sinal acústico de pedido de acesso à cabine de comando.

Às 9h34min38, o controlador voltou a tentar entrar em contato com a tripulação, sem resposta.

Das 9h34min47 até as 9h35min01, o centro de controle de Marselha tentou novo contato com a tripulação, de novo sem resposta. A aeronave estava a uma altitude de 25.100 pés, em queda.

Por quatro vezes, foi registrado o sinal de chamada da cabine de passageiros entre 9h35min04 e 9h39min27.

Ouve-se o barulho parecido com o de uma pessoa batendo na porta, seis vezes, entre 9h35min32 e 9h39min02.

Em diferentes momentos, é possível ouvir vozes ao fundo entre 9h37min11 e 9h40min48. Depois, às 9h37min13, uma voz já exausta pede para que se abra a porta.

Entre 9h35min07 e 9h37min54, o centro de controle de Marselha tentou cinco vezes entrar em contato com a tripulação, ainda sem resposta.

Entre 9h38min38 e 9h39min23, o Sistema de Defesa Aérea da França tentou três vezes o contato com a tripulação, sem obter qualquer retorno.

Cinco vezes ouvem-se barulhos similares a fortes pancadas na porta da cabine de voo entre 9h39min30 e 9h40min28.

Entre 9h39min30 e 9h40min07, alguém parece mexer na alavanca de controle do copiloto.

A tripulação de outra aeronave tentou fazer contato com a do voo GWI18G, à 9h39min54, sem resposta.

Às 9h40min41, foi ativado o aviso sonoro "Terrain, Terrain, Pull Up, Pull Up" do GPWS, o qual adverte para proximidade do solo. O aviso permaneceu ativo até o final do voo.

Às 9h40min56, registrou-se o aviso de "Master Caution" e, posteriormente, às 9h41min, ativou-se o "Master Warning" (alerta máximo), permanecendo ativo até o final do voo.

Às 9h41min06, a gravação do CVR parou. Neste momento, a aeronave colidiu com o solo.




Fonte:AFP



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Trump anula sanções contra Pyongyang por apreço a Kim Jong Un
- Guaidó chega a Bogotá para aumentar pressão contra Maduro na Venezuela
- Observadores da ONU para cessar-fogo no Iêmen chegam a Hodeida em meio a novos confrontos
- Itamaraty não recebeu notícias de brasileiros vítimas de tsunami
- Trump rejeita acordo para evitar paralisação do governo
- Devedor pode ter passaporte e CNH bloqueados até quitar os débitos; entenda
- Goodyear fecha fábrica na Venezuela e paga funcionários com pneus
- Graças à sonda InSight, a humanidade agora pode ouvir os ventos de Marte
- Trump e Xi Jinping concluíram trégua comercial
- Novo protesto contra o governo mergulha França no caos
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.