CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SÁBADO, 25 DE MAIO DE 2019
ULTIMA NOTÍCIA:
Kings Sneakers apresenta coleção outono/inverno 2019
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Mundo
  Mundo
 
Rebeldes pedem envio de capacetes azuis, principalmente russos, à Ucrânia
Data Publicação:25/11/2014

As autoridades separatistas pró-russas do leste da Ucrânia pediram nesta terça-feira à ONU o envio de forças de paz, principalmente russas, nesta zona, para evitar uma "catástrofe humanitária".

"Exigimos uma reunião extraordinária do Conselho de Segurança da ONU para discutir a questão do envio de um contingente de manutenção da paz com a participação de representantes russos", afirma um comunicado do "Parlamento" da auto-proclamada da República de Donetsk, reduto rebelde no leste.

"Pedimos à comunidade internacional e à Federação Russa para interromper a catástrofe humanitária e o genocídio social provocado pelas ações do governo ucraniano", diz o comunicado.

O governo ucraniano ordenou em meados de novembro o fechamento de todos os serviços públicos nas regiões controladas pelos separatistas, uma decisão que confirma a divisão de fato do país, onde o conflito armado entre rebeldes e forças do governo deixou mais de 4.300 mortos e 930 mil deslocados desde o seu início em abril.

Esta medida é aplicada aos serviços públicos, como escolas, hospitais e serviços de emergência.

Confrontados a uma grave crise econômica, as autoridades ucranianas também anunciaram o fim iminente dos subsídios sociais para o leste, obrigando, na prática, os moradores que desejam receber tais benefícios a deixar os territórios nas mãos dos separatistas, e impôs um controle de passaporte sistemático em torno destas áreas.





Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Trump anula sanções contra Pyongyang por apreço a Kim Jong Un
- Guaidó chega a Bogotá para aumentar pressão contra Maduro na Venezuela
- Observadores da ONU para cessar-fogo no Iêmen chegam a Hodeida em meio a novos confrontos
- Itamaraty não recebeu notícias de brasileiros vítimas de tsunami
- Trump rejeita acordo para evitar paralisação do governo
- Devedor pode ter passaporte e CNH bloqueados até quitar os débitos; entenda
- Goodyear fecha fábrica na Venezuela e paga funcionários com pneus
- Graças à sonda InSight, a humanidade agora pode ouvir os ventos de Marte
- Trump e Xi Jinping concluíram trégua comercial
- Novo protesto contra o governo mergulha França no caos
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.