CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
QUINTA-FEIRA, 21 DE JUNHO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Apple assina contrato de muitos anos com Oprah Winfrey
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Goiás
  Goiás
 
Guarda Civil lança campanha para tentar evitar acidentes com uso de pipas com cerol, em Goiânia
Data Publicação:19/06/2018
A Guarda Civil Metropolitana (GCM) lançou nesta terça-feira (19) a campanha “Pipa sem Cerol”, com o intuito de conscientizar crianças e adolescentes para o perigo do uso de linhas com material cortante durante a brincadeira. Mesmo antes da ação, a corporação já estava atuando para coibir a situação. Tanto que nos últimos dez dias, foram apreendidos quase 15 mil metros de linhas com cerol, linha chilena e indonésia. Nos últimos dois anos, segundo dados de município, não foram registradas nenhuma morte envolvendo o uso desses materiais.

A campanha é realizada desde 2010, quando foi registrado um grande número de acidentes envolvendo cerol. Naquele ano, foram quatro mortes e 43 feridos. Nos últimos oito anos, sete pessoas morreram vítimas do certol. Desde então, a GCM desenvolve trabalhos nas escolas municipais para conscientizar os alunos sobre o risco desses materiais.

O porta-voz da corporação, Valdison Batista, disse que o trabalho vem apresentando bons resultados, mas ainda há muito que se fazer. "Nos últimos dois anos não tivemos nenhuma morte e vamos trabalhar para que não haja nenhuma esse ano também. Sobre as apreensões, ano passado foram recolhidos 200 mil metros de linha. Este ano, antes mesmo do lançamento da campanha já fora quase 15 mil, o que demonstra que podemos ter uma apreensão recorde", afirmou.

Apesar de não haver mortes, a corporação não soube informar o número de feridos com o uso do material.


Fonte:https://g1.globo.com/go/goias



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Secretária de Saúde diz desconhecer vagas ociosas e seleção de pacientes para UTIs em Goiânia
- MEC transforma campus da Universidade Federal do Goiás em nova instituição de ensino
- Empregados e empresários de Goiás participam da Semana da Conciliação Trabalhista para solucionar impasses
- Piloto faz pouso de emergência em Água Limpa, GO
- Falsos pescadores de GO e MG compravam kit de pesca para forjar atividade e receber benefício, diz PF
- Mecânico é absolvido por júri popular da acusação de ter matado a namorada após briga de bar em Goiânia
- Jovem toma arma e mata policial durante briga em bar de Americano do Brasil
- Homem é mantido em cárcere privado, torturado e roubado em Anápolis
- Secretária de Saúde falta pela 3ª vez a depoimento à polícia por morte de pacientes à espera de UTI em Goiânia e Aparecida
- Três empresas são habilitadas para seguir na licitação das obras do Parque Serrinha, em Goiânia
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.