CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
SEXTA-FEIRA, 20 DE JULHO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Segurança Pública de Goiás disponibiliza serviço de inteligência para identificação de fake news durante as eleições
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Goiás
  Goiás
 
Segurança Pública de Goiás disponibiliza serviço de inteligência para identificação de fake news durante as eleições
Data Publicação:20/07/2018
A Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO) disponibilizou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) o serviço de inteligência usado nas investigações da corporação para identificação de fake news durante as Eleições de 2018. O serviço será prestado conforme demanda do TRE e resultará em um relatório que dirá se a informação é verdadeira ou não, o endereço de onde a informação foi divulgada e os donos do provedor.

Chefe do setor de inteligência da SSP-GO, o delegado Danilo Fabiano Carvalho, explicou que a checagem pode ajudar o TRE na identificação de crimes eleitorais. O relatório que será gerado também oferecerá ao órgão dados sobre a origem da publicação.

“O Tribunal, ao receber a denúncia ou representação, passa para a Secretaria. Os nossos analistas vão fazer a checagem manual, usando os nossos programas, para identificar se a notícia é verdadeira ou não. Esse é um serviço inédito no país que estamos sendo pioneiros aqui em Goiás”, detalhou.

O analista Renato Costa detalhou que, usando os softwares da SSP, é possível fazer pesquisas que vão dizer se o discurso ou notícia demandada é real ou não. O programa já foi usado em situações como, por exemplo, durante a greve dos caminhoneiros, quando algumas notícias falsas chegaram à SSP, mas não foram comprovadas.

“Vamos fazer algumas pesquisas, usar a imprensa em geral, checagem de discurso na integra, podemos checar também a procedência de imagens, fotos, temos ferramentas especificas para isso. Dependendo da situação, conseguimos fazer um relatório em até 20 minutos, mas varia de acordo com a demanda”, detalhou.

Com as informações colhidas pela inteligência, o TRE poderá analisar se configura algum tipo de crime e como proceder, conforme explicou o delegado e chefe da inteligência da SSP.

“A divulgação dessas fake news nas Eleições pode causar implicações de crimes políticos, cassação de candidatura, pode configurar crime eleitoral, mas isso vai ser avaliado pelo TRE. Na esfera comum, podem ser caracterizados crimes contra a honra, como difamação, injuria ou calunia”, esclareceu.


Fonte:https://g1.globo.com/go/goias



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Após empate com São Bento, Hélio dos Anjos elogia jogadores.
- "Precisou fazer dois para valer um", brinca Róger Guedes ao falar de gol anulado
- Mulher é presa suspeita de matar namorado com facada no pescoço, em Goiânia
- Corpo de jovem é encontrado com marcas de facadas em Aparecida de Goiânia
- Morre aos 82 anos o último filho de Pedro Ludovico Teixeira
- Frascos vazios e vencidos de vacinas contra H1N1 são descartados em rua de Luziânia
- Preso em Goiânia grupo especializado suspeito de roubar bancos em nove estados e no DF
- Técnico vê evolução a cada vitória do Vila e aprova Elias e Alan Mineiro juntos
- Casal morre após carro sair da pista e cair dentro de represa, em Trindade
- Apreendido por tráfico, adolescente confessa que matou homem a mando de detento; vídeo mostra execução
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.