CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
DOMINGO, 19 DE MAIO DE 2019
ULTIMA NOTÍCIA:
Kings Sneakers apresenta coleção outono/inverno 2019
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Goiás
  Goiás
 
Juíza desce até estacionamento de fórum para ouvir mulher tetraplégica durante audiência em Rio Verde
Data Publicação:03/07/2018
A juíza Tatianne Marcella Mendes Rosa Borges, da 2ª Vara Criminal de Rio Verde, sudoeste de Goiás, desceu até o estacionamento do fórum para ouvir uma mulher tetraplégica durante uma audiência de instrução e julgamento. A sessão, relacionada justamente ao crime que a deixou nesta condição, era realizada no 3º andar do prédio.

Apesar do imóvel possuir rampas, elevador e cadeira de rodas, a vítima estava com dores e bastante debilitada, o que motivou a decisão da magistrada. A mulher foi ouvida no último dia 26 de junho, dentro do carro, por cerca de 20 minutos.

Antes do depoimento dela, uma testemunha foi ouvida. A juíza, o promotor de Justiça e os advogados desceram até o estacionamento e, em seguida, retornaram para a sala, onde a mãe da vítima e os quatro acusados da tentativa de homicídio. Todos eles estão presos.

O G1 entrou em contato com o Fórum e foi informado que a juíza está de férias. O assistente jurídico da Vara, Fábio Lopes Vieira, elogiou a atitude.

"Ela não subiu por falta de estrutura ou de equipamento. Estava com dores e não conseguiram colocá-la na cadeira de rodas. Então a juíza resolveu descer. É uma forma de aproximar o Judiciário e a população", afirmou ao G1.

Crime

A mulher foi baleada no dia 3 de novembro de 2016, dentro de casa. Consta na denúncia oferecida ao Ministério Público que ela namorava um detento. Dias antes, uma arma de fogo foi apreendida na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Rio Verde, onde ele cumpria pena.

Outro presidiário acreditou que ela é quem havia informado às autoridades sobre a existência da arma e decidiu que, por isso, ela deveria ser morta. O documento não aponta o preso era ou não dono do artefato.

Ainda conforma a denúncia, o acusado de ser o mandante do crime combinou com três amigos - que já estiveram presos com ele - o homicídio.

Eles então foram até a residência da vítima. Enquanto um deles aguardava no carro, os outros dois entraram e balearam a vítima nas costas. Em seguida, fugiram.

Por isso, os quatro foram denunciados por tentativa de homicídio. A Justiça ainda não decidiu se eles vão ou não a júri popular.


Fonte:https://g1.globo.com/go/goias



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Denúncias de assédio por João de Deus geram medo em cidade do interior Goiás
- Garoto recebe surpresa de policiais da Rotam no aniversário de 8 anos, em Luziânia
- Batida entre cinco veículos deixa mãe e bebê mortos e mais sete pessoas feridas, em Jaraguá
- Jovem morre ao ter moto atingida por carro no Jardim Europa, em Goiânia
- Desembargador nega pedido de soltura de presos em operação em endereços ligados a Marconi Perillo
- Prefeitura de Goiânia lança edital de licitação para parte das obras da Avenida Leste-Oeste
- Saneago inaugura adutora que liga estações de tratamento de água dos sistemas Mauro Borges e Meia Ponte
- Mulher é presa por agredir namorado e policial dentro de delegacia, em Jaraguá
- Vacina contra raiva animal segue disponível em 15 postos de Goiânia; veja lista
- Polícia Civil prende 12 suspeitos de tráfico de drogas em Ipameri durante Operação Dominó
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.