CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
QUINTA-FEIRA, 21 DE JUNHO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Uau! Cleo Pires chama atenção de lingerie na praia
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Goiás
  Goiás
 
Justiça determina afastamento e bloqueio bens do prefeito de Crixás, GO
Data Publicação:07/06/2018
O prefeito de Crixás, Plínio Paiva (PR), foi afastado do cargo temporariamente conforme decisão da Justiça. Segundo o documento, o gestor deve ficar fora da administração pública por 180 dias ou até o fim das investigações do Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) sobre fraude em licitações para compra de cartuchos e toners e combustível. O documento também prevê bloqueio de bens do político e dos demais envolvidos, somando R$ 203 mil.

Além do prefeito, o juiz Alex Alves Lessa, que assina a decisão, também determinou o afastamento temporário da secretária de Administração Aulcilene Maria De Lima, da chefe de gabinete Átila Dietz Ferreira e da servidora Márcia Maria Ribeiro Bolentini.

O G1 entrou em contato com a prefeitura de Crixás na noite desta quarta-feira (6) e aguarda retorno. Nesta manhã, a administração havia informado que "está empenhada em prestar todas as informações necessárias para esclarecer as questões levantadas pelos membros do MP". A entidade disse ainda esperar que "a normalidade volte a administração municipal".

O documento aponta que participaram de licitações fraudulentas empresas fantasmas e outras que pertencem a parentes de pessoas da administração de Crixás. Os esquemas, segundo a investigação, tinham como objetivo o enriquecimento ilícito desses familiares.

O juiz determinou ainda o cumprimento de mandados de busca e apreensão nessas empresas e nas casas dos citados. O MP-GO cumpriu essas medidas nesta quarta-feira (6) durante a Operação Gota Dourada.


Fonte:https://g1.globo.com/go/goias



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Com museu, monumento e feriado, Goianápolis mantém viva a memória de Leandro 20 anos após sua morte
- Após falha processual, serial killer de Goiânia é julgado pela 2º vez por morte de morador de rua
- Guarda Civil lança campanha para tentar evitar acidentes com uso de pipas com cerol, em Goiânia
- Pesquisa aponta que Goiânia tem o 2º m² mais barato entre 20 cidades brasileiras
- Detentos queimam colchões pedindo volta de televisores em presídio de Catalão, GO
- Bombeiros combatem incêndio em bambuzal no Bosque dos Buritis, em Goiânia
- Jovem morre após bater moto contra placa em avenida de Goiânia
- Jogos do Brasil na Copa alteram o funcionamento de alguns serviços em Goiânia e no interior; veja
- BRF anuncia fechamento da linha de abate de perus em Mineiros, GO
- Polícia prende trio suspeito de matar dois homens por engano em disputa de tráfico de drogas, em Caldas Novas
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.