CINEMA MUNDO ECONOMIA CULTURA ESPORTES EDUCAÇÃO CONCURSOS CIÊNCIAS & SAÚDE
QUINTA-FEIRA, 21 DE JUNHO DE 2018
ULTIMA NOTÍCIA:
Apple assina contrato de muitos anos com Oprah Winfrey
BUSCAR
   
  Notícias
Acontecendo
Africa
América do Sul
Automóveis & Motocicletas
Beleza
Brasil
Brasilia
Ciência & Saúde
Cinema & Teatro
Concursos & Emprego
Conteúdo
Cultura
Diversidade
Ecologia
Economia
Editorial
Educação
Entretenimento
Esportes
Gastronomia
Gente
Goiânia e Centro-Oeste
Goiás
Impecheament
Jurídico
Meio Ambiente
Moda
Mulher
Mundo
Música e Ritmos
Noite Rio
Planeta Criança
Policia
Politica
Poluição
Porto Alegre
Religião
Rio de Janeiro
RioPress
São Paulo
Saúde
Tecnologia
Tocantins
Turismo
União
Página Inicial / Notícias / Goiás
  Goiás
 
Procon começa a fiscalizar se postos de Goiás estão repassando desconto de R$ 0,46 no diesel
Data Publicação:05/06/2018
A Superintendência de Proteção aos Direitos do Consumidor de Goiás (Procon-GO) começou nesta segunda-feira (4) a fiscalizar se os postos de combustíveis estão repassando o desconto de R$ 0,46 por litro no diesel para o consumidor. A diminuição nos preços foi uma das medidas anunciadas pelo governo federal para encerrar a paralisação dos caminhoneiros. O órgão já recebeu denúncias de que a medida não está sendo cumprida.

De acordo com a portaria do Ministério da Justiça, publicada no Diário Oficial de sexta-feira (1º), “a redução do valor do óleo diesel nas refinarias deverá ser imediatamente repassada aos consumidores pelos postos revendedores de combustíveis”. Além disso, essa redução “deverá ser divulgada pelos postos de combustíveis”.

“Os fornecedores devem cumprir a portaria. Estamos vendo qual o preço cobrado e se o posto já comprou com o novo desconto ou não. Ainda não autuamos nenhum local, mas a fiscalização ainda está no início e será intensificada”, disse o gerente de fiscalização do Procon, Marcos Rosa.

Já a superintendente do órgão, Darlene Araújo explicou que já recebeu diversas denúncias de motoristas. “O valor está maior [do que o anunciado para redução], embora tenha variação. Mas o consumidor final não conseguiu perceber esse desconto de R$ 0,46 no abastecimento”, explicou.

Em caso de descumprimento, os estabelecimentos podem ser multados e até ter o alvará de funcionamento cassado.

Os donos de postos informaram ao Procon que ainda não reduziram os preços porque ainda estão com estoques antigos, comprados com valores mais altos.


Fonte:https://g1.globo.com/go/goias



Nome:
E-Mail:
+ Notícia(s)
- Guarda Civil lança campanha para tentar evitar acidentes com uso de pipas com cerol, em Goiânia
- Pesquisa aponta que Goiânia tem o 2º m² mais barato entre 20 cidades brasileiras
- Detentos queimam colchões pedindo volta de televisores em presídio de Catalão, GO
- Bombeiros combatem incêndio em bambuzal no Bosque dos Buritis, em Goiânia
- Jovem morre após bater moto contra placa em avenida de Goiânia
- Jogos do Brasil na Copa alteram o funcionamento de alguns serviços em Goiânia e no interior; veja
- BRF anuncia fechamento da linha de abate de perus em Mineiros, GO
- Polícia prende trio suspeito de matar dois homens por engano em disputa de tráfico de drogas, em Caldas Novas
- MP-GO pede suspensão imediata da cobrança de taxa de tratamento de esgoto em Goiânia por ineficiência
- Suspeito de matar ex-mulher a facadas dentro de casa é preso em Rio Verde, GO
Paginação:
     
MAIS PROCURADOS
Empresa
Reclamações
Regras de publicação


 
PRODUTOS
Publicidade
Artigos Acadêmicos
 
INTERAÇÃO
Contato / Reclamações / Sugestões
 
 
Folha do Brasil - Todos os Direitos Reservados de 2004 a 2014.